A água santa lavou a alma do bugrino

guarani3.jpg
Bugrinos deixam Diadema com importante vitória para a sequência da competição

(Foto: Gabriel Ferrari/ Guarani Press)

 

O Bugre foi até Diadema para enfrentar o Água Santa neste domingo (26). Era a reestreia de Vadão no comando da equipe bugrina, ele realizou dois treinos e já foi para o banco de reservas. Do outro lado, um adversário que ainda não havia perdido em seus domínios, favorito e empolgado com a ótima posição na tabela.

O Guarani com o mesmo time dos outros jogos, dessa vez demonstrou postura diferente. Em diversos momentos era possível notar Eliandro fazendo papel de volante. Enfim nossos jogadores jogaram por nós e mostraram raça dentro de campo. É esse espírito que queremos! A vitória aliviou a pressão e reascendeu a esperança de chegar ao G4.

“Eu falei isso durante a semana: a chegada dele tira um pouco o peso da equipe. Ele poderia ficar na casa dele, mas resolveu assumir, tem estrela, conhece o clube e procurou passar a confiança e a tranquilidade dele. É também fruto da sequência do trabalho do Mauricio. Fizemos um grande jogo, corremos poucos riscos e criamos bastante. Agora é sacrifício de todo mundo para buscar essa vaga”, disse o meia Fumagalli.

 

O JOGO

O Guarani começou o jogo pressionando a equipe do Água Santa com muita movimentação no meio campo. Logo na segunda chance do Bugre no primeiro tempo, Bruno Nazário lançou Eliandro, ele ganhou na velocidade, driblou Rodrigo Sam e estufou as redes do goleiro Richard.

Vadão tirou Fumagalli, Uederson e Bruno Nazário, entraram Renato Henrique, Lorran e Braian Samudio. As mudanças deram velocidade ao time e aos 46’ do segundo tempo o placar foi ampliado. Em jogada de Lorran pela esquerda, ele serviu Samudio livre na área que só teve o trabalho de empurrar para as redes.

 

guarani2.jpg

Jogadores comemoram o segundo gol marcado por Samudio

(Foto: Gabriel Ferrari/ Guarani Press)

 

Ainda deu tempo do time da casa descontar dois minutos depois. Mas não havia tempo para mais nada. O Guarani venceu e convenceu. Finalmente! Água Santa 1x2 Guarani.

“Se mantiver esse nível de motivação, essa confiança, tem condição de arrancar. Mas ainda tem muita coisa para fazer, não pode se empolgar, dizer que o caminho é esse... Ainda estamos jogando com uma linha baixa, precisamos melhorar o posicionamento na bola parada. São coisas que não mudam da noite para o dia”, disse Vadão.

 

A TORCIDA

Sempre presentes, o Bugre realmente nunca jogará sozinho. O coração bugrino sempre pulsa mais forte quando Guarani entra em campo. Juntando-se aos torcedores que saíram de Campinas para acompanhar o jogo, os bugrinos da capital e ABC também marcaram presença nas arquibancadas do Inamar.

 

guarani5.jpg

Torcida bugrina presente em Diadema

(Foto: Gabriel Ferrari/ Guarani Press)

 

 

Ficha técnica

Água Santa x Guarani

Local: Estádio Distrital Inamar, em Diadema

Arbitragem: Márcio Henrique de Gois, Rogério Pablos Zanardo, Evandro de Mello Lima e Thiago Lourenço Mattos

Gols: Eliandro, aos 7′ do 1ºT, Braian Samúdio, aos 46′ do 2ºT e Patrick Silva, aos 47′ do 2ºT

Cartões Amarelos: Leandro Silva; Fumagalli e Bruno Nazário

Público e Renda: 7.000 pagantes

Água Santa: Richard; Paulo Henrique, Leandro Silva, Luizão e Julinho; Rodrigo Sam, Ivan, Bruno Smith (Patrik Silva) e Diogo Campos; Romão (William) e Robson Duarte. Técnico: Jorginho.

 

Guarani: Leandro Santos; Lenon, Genilson, Jussani e Gilton; Auremir, Evandro, Bruno Nazário (Braian Samúdio), Fumagalli (Renato) e Uederson (Lorran); Eliandro. Técnico: Oswaldo Alvarez.

 

O próximo compromisso do alviverde é fora de casa também, dessa vez contra o Taubaté, na próxima quinta-feira (30), às 19h15. O jogo terá transmissão do canal Sportv.

 

Glória, lutas, vitórias, essa é minha história! Guarani até o fim.

Por Fernanda Martins.