A amizade é tudo!

 

Lágrimas na vitória, sempre na derrota ou glória:

Unidos pelo mesmo sentimento, o amor ao futebol!

 

 

Vamos ver quem vence então! Xiii teu time não contrata ninguém, quem dirá ganhar alguma coisa! Cara, se conforma em não cair!

No dia seguinte ao jogo, o telefone incessantemente toca, o whats vibra o tempo todo, poxa meu time perdeu… bora segurar a zoeira. De zoeira em zoeira, de jogo em jogo, a afinidade vai crescendo. Logo, já estamos combinando a ida ao estádio, torcer, vibrar juntos! Tá feito! Uma história de amizade, construída graças ao futebol!

Todos os dias milhares de pessoas se unem para debater, para “resenhar” o bom e velho futebol. Nos bares da cidade, nas ruas, no ônibus, no grupo do celular, onde quer que estejamos e independente da hora, será sempre o momento de tirar aquela casquinha do melhor amigo, de lembrar que o time dele não ganha nada há anos (talvez ele ainda estivesse no útero no dia da última glória), ou de se gabar por ter mais vitórias em clássicos do que o rival. Todo dia é dia de se lamentar pro amigo, aquele que sente a mesma paixão, que carrega as mesmas cores, pela derrota do clube amado: pô que técnico burro! É culpa da diretoria cara, mas vai melhorar!

O futebol cria laços de amor, que somente uma pessoa que sente o mesmo sentimento, pode compreender e compartilhar. Alvinegros, alvirrubros, rubro-negros, tricolores, alviverdes, celestes, esmeraldinos, rubro-anis, azul-grenás, bicolores, sejam quais forem as cores do pavilhão, o amor que o cerca, é sempre inexplicável. Munidos deste sentimento, vamos ao longo da jornada de arquibancada, de torcida, conhecendo e respeitando pessoas que nutrem o mesmo amor.

Quando você para pra pensar, já são dezenas de amigos unidos em prol do futebol. Tem o time que se junta pra pelada de domingo na quadra da Vila, tem as meninas que se unem para fortalecer o coro feminino na arquibancada, tem o grupo que faz a “vaquinha” pra abastecer e ir junto torcer, tem a galera da caravana da T.O e tem a turma do churras suave com a TV no futebol, formando uma arquibancada particular.

 

20217002_1458278257599468_1661354877_n.jpg

Foto: reprodução internet

 

São pessoas, que independente da distância, são por muitas vezes mais presentes que muitos amigos que você tem. A identificação, o fanatismo nos movem de tal forma, que na hora do desespero por não estar acompanhando a partida, perguntamos: Quanto ta o jogo? Tá jogando bem? e claro, sempre tem aquele engraçadinho que vai falar que um ou dois foram expulsos, que seu time ta levando goleada, só pra rir da sua cara no final.

Sem contar as pobres pessoas que não gostam de futebol. Sim, elas existem! Não só existem, como são forçadas a nos acompanhar ao estádio, a ouvir nossas lamentações, mesmo que passe o tempo todo só assentindo com a cabeça, a obrigação é ouvir até o final, afinal a amizade é pra tudo.

Apostamos ah quantas apostas! Quem é o melhor? casa 50 aqui e vamos ver! E se perder….aguenta! Aguenta a galera, rindo e lembrando a cada segundo o que você disse antes do jogo só pra te torturar e você logo diz: O time tava desfalcado! Espera a partida de volta!

No dia do amigo, não poderíamos deixar de lembrar e de enaltecer, as pessoas que deixam os nossos dias mais alegres e torcem conosco. Se o futebol, te proporcionou a chance de ter um parceiro ou parceira, de glórias e de derrotas, do eco do grito de gol ou da vaia, ou aquele que vai te atormentar a semana inteira pela derrota, agradeça e valorize!

 

Como diz a música:

 

  

A caminhada é igual

Seguindo a mesma direção

Pensando junto nós vamos além!

 

Lágrimas na vitória

Sempre na derrota ou glória

É luz na escuridão

Somos um só coração

Sempre vivo na memória

Faz parte da minha história

Nada vai nos separar

A amizade é tudo!

 

 

Nossa caminhada é igual, seguimos a direção do estádio e cantaremos, a cada dia mais forte pra empurrar o nosso time ou pra rir do time adversário. Assim, a cada vez que o árbitro apitar e a bola rolar, outras pessoas se descobrirão torcedoras e mais que isso, ao olhar para a lado e abraçar aquele estranho, uma nova amizade terá início. Quando você ouvir aquela “corneta” e se ofender, e  logo for entrando na resenha, um novo grupo de amigos vai ganhando forma e o futebol vai respirando...

 

por Mariana Alves