A BUSCA INSISTENTE PELO G4

 

Foto:  Lucas Uebel / Grêmio FBPA

O Grêmio entra em campo nesta quarta-feira (20), contra o Atlético-MG, às 19h15, na Arena, em mais uma partida na briga pelas primeiras posições da tabela do Brasileirão. A transmissão da partida você confere em nossa parceira Rádio Gama Esportiva, com narração de Lucas Ferreira. 

As atividades da semana foram intensas no CT Luiz Carvalho, iniciando com um trabalho de aquecimento com preparação física. A partida contra o galo antecede o clássico GRE-nal no próximo domingo, e por isso a comissão técnica mesclou trabalhos técnicos e táticos. Grande parte do trabalho foi destinado a orientações do técnico Renato, individual e coletiva, de lances específicos de jogo. 

A partida contra a equipe mineira desperta um alerta para a situação dos jogadores gremistas pendurados. No total, são seis jogadores com dois cartões amarelos que podem ficar de fora do clássico caso recebam o terceiro. Matheus Henrique também pode ficar de fora do jogo para focar no tratamento, após levar pancadas na panturrilha esquerda no jogo contra o Palmeiras. Lucas Silva e Paulo Miranda retornam de suspensão, ficando à disposição de Renato. 

A provável escalação tem Vanderlei; Victor Ferraz, Rodrigues (Geromel), Kannemann e Diogo Barbosa; Lucas Silva, Darlan (Maicon), Alisson, Jean Pyerre e Pepê; Diego Souza.

Lembrando que no primeiro turno, o Galo venceu por 3 a 1. Hoje, o clube mineiro tem o melhor ataque do campeonato e o duelo coloca à prova o equilíbrio gremista. 

- Tem que ter sempre equilíbrio. O Grêmio sempre briga com as equipes de frente como defesas menos vazadas. Ficamos felizes, mas parte muito lá da frente, é um conjunto, toda equipe marcando bem. Influência lá atrás. Isso dá tranquilidade maior para a equipe buscar os gols. Defender bem, mas, na hora que atacar, fazer os gols e definir as partidas - destaca o goleiro Vanderlei.

O Tricolor tem 50 pontos e caiu para a sexta colocação com as vitórias de Palmeiras e Flamengo. 

 

Camila Seelig 

 

*Esclarecemos que os textos trazidos nesta coluna não refletem, necessariamente, a opinião do Portal Mulheres em Campo.