A DESPEDIDA DOLOROSA DO ESTADUAL 2020 – UMA NOITE PARA MOSTRAR QUE O FUTEBOL PRECISA DE PLANEJAMENTO

O Londrina Esporte clube entrou em campo no fim da tarde do dia 23.07, para enfrentar o atual campeão paranaense, o confronto era o segundo das quartas de final do estadual.

O Londrina chegou na Arena da Baixada confiante e acreditando na classificação, pois no último jogo (19.07), no Ubirajara Medeiros em Cornélio Procópio a equipe teve um desempenho surpreendente para toda a torcida, já que o Londrina teve apenas três dias de treinos presenciais e um elenco totalmente modificado. Mas a visita à Capital Paraense foi dolorida e assustou até o torcedor mais desacreditado. Definido no primeiro tempo em um jogo de mais defesas do que ataque para o Londrina, aquele jogo que o torcedor não tira o olho do relógio.

Foto: Londrina EC

Nos primeiros minutos de jogo vimos que a partida seria diferente, a desorganização e falta de senso de marcação assustou o torcedor Alviceleste, no minuto 3.22 o Londrina teve um erro de passe e em seguida levou ao gol, Matheus Albino não conseguiu fazer a defesa no chute certeiro do atacante, Nikão camisa 11 mesmo desequilibrado acertou e abriu o placar na Arena da Baixada. O Londrina ficou perdido nos minutos seguintes dando nova oportunidade para o CAP que fez o segundo no 7º minuto, Marquinhos Gabriel com a 10 balançou as redes alviceleste, o CAP continuou apertando o ataque e diminuindo cada vez mais o espaço, Matheus Albino, o nome do jogo, teve muito trabalho e em um lance com rebatida o goleiro não conseguiu evitar o terceiro gol aos 20 minutos, Nikão mais uma vez, com a canhota certeira o atacante deu mais folga pro CAP no placar da noite.

O Londrina seguiu tentando o acesso ao campo de ataque, e aos 24’ Lucas Halter levou o primeiro amarelo, depois de pôr a mão na bola, Guilherme Bissoli veio para dar o banho de água fria e ampliar o placar já complicado, a goleada estava sacramentada, 4x0 com 39 minutos da primeira etapa de jogo, deixou nossa torcida mais preocupada. Guilherme Bissoli chegou mais uma vez, aos 41 e fez o quinto gol do Athletico. O primeiro tempo acabou, e os números foram:

 

Athletico PR x Londrina

7 Faltas 4

10 Finalizações 2

0 Impedimentos 0

1 Cartão amarelo 0

0 Cartão vermelho 0

Foto: Gustavo Oliveira/Londrina EC

 

As 18hr em ponto iniciou a segunda etapa, o Tubarão aproveitou e fez duas substituições, saiu o atacante Uelber para a entrada do menino Danilo, e a saída do Ruster para a entrada do Caio Bacarim, que fez sua estreia com a camisa Alviceleste nessa partida difícil para o Londrina.

Começamos com um bom cruzamento na área Athleticana, e já no minuto 2.50 o Londrina conseguiu chegar a área do CAP, Santos fez a única defesa dele na partida, um time um pouco diferente foi apresentado no segundo tempo chegando mais ao ataque e com certeza melhor e mais audacioso. Aos 18 minutos o CAP fez sua primeira alteração, saindo o volante Wellington para a entrada do Kawan, em seguida Abner chegou na área e Matheus Albino fez uma ótima defesa com os pés. O LEC mexeu mais uma vez e Pirambu, autor do gol em Cornélio, deixou o gramado para a entrada do Luan. 

O Londrina tentou, passou mais vezes do meio de campo aproveitou mais as oportunidades, aos 25 saiu Marquinhos Gabriel para entrada de Bruno Leite, com isso o Athletico tirou o pé e fez mais uma alteração, saiu Carlos Eduardo e entrou Vitinho, a torcida do Londrina já contava os minutos para o fim da partida e aos 34’ o Athletico acertou a trave com Nikão, e sem acréscimos, a partida terminou aos 45 cravados.

Foto: Gustavo Oliveira/Londrina EC

O torcedor viu na primeira etapa que o Londrina aceitou ser atropelado pelo Atletico Paranaense, após o intervalo as alterações resultaram em modificações boas que abriram mais possibilidades ao Londrina que mesmo assim não conseguiu furar a defesa do CAP, levando o Londrina a terminar o jogo sem gols, a lição que precisamos levar desse jogo de hoje e de planejamento e mais qualificação para série C, que é o próximo desafio do Londrina, precisamos de material humano para a continuidade no ano perturbada, entendemos que a situação do ano segue complicada, mais o torcedor alviceleste já viu times melhores em tempos mais difíceis, esperamos que as 9 contratações para a série C venham com um perfil diferenciado, com algum jogador que chame a responsabilidade e traga mais maturidade ao elenco.

 

A série C começa para o Londrina no dia 10 de Agosto, em um jogo difícil contra o também rebaixado em 2019 Criciúma, o jogo acontece no Vitorino Gonçalves Dias o que já deixa a nossa torcida mais confiante, afinal o VGD é a casa do oficial do Londrina.

 

Números do segundo tempo:

 

Athletico PR x Londrina

14 Faltas 8

17 Finalizações 3

1 Impedimentos 0

2 Cartão amarelo 0

0 Cartão vermelho 0

 

A esperança e a ansiedade para a Série C, o combustível para acreditar sempre é o que nos motiva.

 

Amanda Teixeira – Colunista do Londrina Esporte Clube, O destemido.

 

*Esclarecemos que os textos trazidos nesta coluna não refletem, necessariamente, a opinião do Blog Mulheres em Campo.