A dramática saga colombiana rumo à classificação teve um final feliz!

 

Em uma partida dramática, a Colômbia garantiu a classificação para as oitavas de final da Copa do Mundo 2018 depois de vencer a seleção de Senegal nesta quinta-feira (28) em Samara, pelo placar de mínimo de 1x0 com gol de Yerry Mina.

 

 

(Foto: Manan Vatsyayana / AFP)

 

 

Antes de falarmos sobre a partida, eu gostaria de enaltecer as torcidas das suas seleções. Afinal Copa é mesmo sobre isso também: alegria. Mais de 30mil colombianos fizeram com que momentaneamente parecesse que havia um pedacinho do país em terras russas. Enquanto do outro lado, Senegal era a última seleção africana ainda na disputa e seus torcedores também entregaram uma linda festa.

Quanto ao que aconteceu dentro de campo, duas partidas simultâneas decidiram o destino do grupo H. A seleção polonesa já eliminada jogava com o Japão enquanto Senegal e Colômbia se enfrentavam, os africanos com a vantagem do empate enquanto a cafeteira precisava vencer. No fim já sabemos o que aconteceu, mas muito drama se desenrolou até chegar nesse resultado.

 

 

(Foto: Marcos Brindicci / Reuters)

 

 

No começo da partida entre Senegal e Colômbia, as duas seleções se estudavam em um jogo de muita cautela. Até que a cafeteira, que precisava dos três pontos, começou a partir para cima mas encontrou dificuldade de infiltrar na marcação adiantada da seleção senegalesa. Diante disso, grande parte das chances colombianas vieram de bola parada com Quintero sempre na cobrança.

Aos dezesseis minutos, um susto! O árbitro marcou pênalti para o adversário após o atacante Mané cair em um lance complicado com Davinson Sanchez na área. O famoso VAR entrou na jogada e anulou a marcação do juiz, entendendo que o defensor colombiano foi limpo na bola e sem intenção de atingir o adversário. Um alívio para os corações tricolores.

Mesmo depois desse lance desfavorável à Senegal, eles não recuaram e colocaram pressão nos colombianos, se mostrando mais tranquilos na partida. A melhor chance da cafeteira veio novamente de bola parada, quando Quintero ergueu a redonda para uma cabeçada de Falcao na cara do gol, porém o artilheiro colocou para fora além de estar impedido.

Mais um capítulo no drama colombiano! James Rodriguez saiu, com dores na panturrilha, para a entrada de Muriel aos trinta minutos. Desolado, o ídolo foi direto para o vestiário após deixar o gramado. O coração da colunista que vos fala nem ficou despedaçado, ela nem chorou diante da televisão e nem teve vontade de atravessar a tela para abraça-lo (contém ironia).

 

 

Esperamos que James se recupere logo!!!

(Foto: Fabrice Coffrini / AFP)

 

 

A aflita Colômbia não conseguiu abrir o placar no primeiro tempo e no começo da etapa complementar, tentou correr atrás do atraso mas se deparou com um Senegal organizado defensivamente, fechando a marcação. Então por volta dos quinze, chegou a notícia do gol da Polônia no jogo paralelo, derrotando até então o Japão. Isso colocava a Colômbia como a dona da segunda vaga para a classificação para as oitavas, juntamente de Senegal.

Enquanto tentava atacar, a maior personagem do momento vivido pela tricolor passou a ser a apreensão. Apreensão pelo gol que não saía enquanto qualquer coisa podia acontecer na outra partida. Era preciso garantir a vitória, para não depender somente da situação delicada! James voltou para a beira do campo, oferecendo apoio emocional aos colegas na partida.

Eis que aos vinte e oito minutos, Mina decidiu que a Colômbia não dependeria de ninguém e faria sua parte rumo à classificação para as oitavas de final. Em cobrança de escanteio, Quintero ergueu a bola na cabeça do zagueirão que subiu mais que todo mundo para colocar para o fundo as redes. Os 30mil colombianos no estádio explodiram em pura e contagiante alegria! A cafeteira estava na frente!

 

 

(Foto: Carlos Garcia Rawlins / Reuters)

 

 

A Colômbia precisou se defender, pois diante do resultado Senegal estava caindo fora e partiu pra cima, dando um sufoco na defesa tricolor que fazia o possível para se defender. Mas a alegria era dos "cafetones"! Os últimos minutos foram de deixar o coração apertado, apreensivo até que finalmente o árbitro apitou e a mais do que dramática saga colombiana até a classificação terminou com sorrisos aliviados de quem lutou muito para estar no lugar em que merece: nas oitavas de final como primeiro colocado do grupo H.

 

Si se puede!!! A Colômbia classificou!!!


 

Que mi Colombia vá a ganar

Por Alice Silveira