A DÚVIDA É: QUAL ÔNIBUS O SANTOS PEGOU PARA CHEGAR NESSE PONTO?

 


Pelas oitavas de final da Copa do Brasil, o Santos viajou até Lucas do Rio Verde-MT para enfrentar o Luverdense, pela partida de volta nesta quinta-feira (17). A classificação veio, mas não dá para comemorar. Me desculpe os torcedores que acham que só sabemos reclamar, que o time precisa de apoio e etc. Mas, dessa forma, está impossível!
Sem desmerecer o adversário, que fez o que se esperava dele, e ao que me consta, mostrou mais raça e vontade de vencer que o próprio Peixe. Tudo bem que o placar conquistado  na Vila Belmiro, nos dava essa "tranquilidade", mas não é de se assustar com o futebol apresentado? Meu Deus!




Foto: Euclides Oltramari Jr/ Futura Press

 


Vamos ao jogo: o Santos entrou em campo com, praticamente todo o time reserva, exceto Vanderlei e Jean Mota. A ideia era poupar os titulares visando a partida contra o São Paulo no fim de semana, pelo Campeonato Brasileiro. Não sei se adiantou e me pergunto, em que situação estaremos no domingo. Enfim, o assunto é o jogo de hoje, e, por enquanto, vamos tentar não pensar no São Paulo.

O Peixe começou melhor e buscou chances de abrir o marcador logo no início da partida. Aos 6' com Yuri e aos 7' com Yuri Alberto, mas quem abriu o placar para o Peixe, foi o lateral Paulinho, que tentou cortar um chute rasteiro de Daniel Guedes e mandou contra o próprio gol.
O Luverdense chegou ao empate com Paulo Renê aos 31' e virou com Itaqui (o mesmo que fez o gol na Vila, também numa cobrança de falta). Aos 35 o time de Mato Grosso ainda fez mais um, mas, o árbitro marcou impedimento.

Em uma noite em que quase tudo deu errado (estamos classificados!!), nem a nossa muralha salvou-se das críticas, mas ele ainda tem crédito com a nação santista.

“Acho a que derrota não vai abalar nossa confiança. Poupamos praticamente o time inteiro, e o adversário não é bobo. Temos de ressaltar o fato de que nos classificamos, o que sempre foi nosso maior objetivo.”  - disse o arqueiro santista.


FICHA TÉCNICA:


Estádio: Passo das Emas
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha

Gols: Paulinho (contra), aos 15, Paulo Rene, aos 31 minutos do primeiro tempo. Itaqui, aos dois minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Paulo René, Copete, Daniel Guedes

LUVERDENSE
Diogo Silva, Itaqui, André, Kaíque e Paulinho; Lorran, Moisés (Rubinho, no intervalo) e Diogo Sodré (Elton, aos 12 minutos do segundo tempo); Lucas Braga, Paulo René (Ariel, aos 29 minutos do segundo tempo) e Rafael Silva. Técnico: Luizinho Vieira

SANTOS
Vanderlei, Daniel Guedes, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Jean Mota; Yuri (Calabres, no intervalo), Diego Pituca e Vecchio (Vitor Bueno, aos 12 minutos do segundo tempo); Arthur Gomes, Yuri Alberto e Copete (Eduardo Sasha, aos 26 minutos do segundo tempo). Técnico: Jair Ventura
Fonte: Diário do Peixe

Os confrontos das quartas serão disputados somente após a Copa do Mundo. Os duelos ainda serão definidos, em sorteio.


Por Andra Jarcem, com o Santos onde e como ele estiver