A EPOPÉIA DAS GURIAS FURACÃO

Time feminino do Athletico se despede do Brasileiro A2 com bela campanha

 

Foto: Duda Matoso/ Athletico Oficial

 

 

As Gurias Furacão escreveram seus nomes na história do Club Athletico Paranaense. Em seu primeiro campeonato oficial com um time feminino próprio, as Gurias encantaram e trouxeram todas as emoções que só o futebol pode proporcionar!

 

Teve derrota por goleada, vitória por goleada, empate e muito suor em campo. Mesmo sendo um elenco jovem, formado no início de 2019, o time mostrou personalidade, imprimiu o jogo CAP em todas as partidas e com certeza engrandeceu a competição.

 

O time se despede do Brasileiro A2 e deixa a esperança de que o trabalho só está começando e o sentimento de que a camisa rubro-negra só se veste por amor.

 

O JOGO

 

As Meninas de Aço tinham a vantagem em cima do Furacão, pois no jogo de ida, que aconteceu no CT do Caju, o Athletico já havia perdido pelo placar de 3 a 1. Mesmo assim, o Furacão dominou o jogo como se mandante fosse, e só não marcou porque o setor de transição entre o meio e ataque não estava funcionando.

 

O time entrou com Renata, Nayara, Paloma, Bruna, Thais Prado, Lelê, Jaque, Karen, Isa Momesso, Milena, Moretti, e a primeira chance de jogo foi das Gurias. As Meninas de Aço estavam sem a artilheira Gadu, e pode ser que por essa razão estavam mais recuadas. Aos 8 minutos Karen tentou uma bola de falta direto para o gol, mas a bola venenosa parou nas mãos da goleira do Bahia.

 

Com um primeiro tempo todo jogado no campo de ataque do Athletico, o placar em 0 a 0 mostrou a eficiência da defesa do Bahia que não deixou que o ataque atleticano penetrasse e marcasse. Nem mesmo a alteração, ainda na primeira etapa para a saída de Isa Momesso e entrada de Thaís Mello, deu jeito.

 

No segundo tempo, mesmo esquema: o Athletico tentando chegar e o Bahia jogando no contra-ataque. Aliás, a defesa do Athletico também esteve bem postada e Bruna ganhou todas na corrida com a atacante adversária. Tanto é que o gol do Bahia só saiu de escanteio, quando após desvio, as Meninas de Aço marcaram de cabeça. As Gurias continuaram insistindo, mas não deu para chegar ao empate, e o placar de 1 a 0, sendo 4 a 1 no agregado, garantiu a classificação do Bahia para as quartas de final do campeonato.

 

Foi uma belíssima campanha das Gurias Furacão. Torcemos para que o projeto continue evoluindo cada vez mais, buscando sempre o máximo, e buscando colocar o Athletico entre os melhores times femininos. Temos a consciência de que isso levará algum tempo e demandará muito apoio.

 

Como o Campeonato Paranaense Feminino foi cancelado, as Gurias ficarão sem calendário oficial até o próximo campeonato. Também será necessário verificar como será feito o critério de classificação dos times da Série A2 para o próximo ano, já que participam deste torneio os 4 rebaixados da Série A1, os  27 campeões estaduais e os 5 melhores times do ranking da CBF do masculino que já não estejam na Série A1.

 

Na boa ou na ruim, estaremos com as Gurias até o fim!

 

Parabéns, Gurias Furacão!

 

Por Daiane Luz

 

*Esclarecemos que os textos trazidos nesta coluna não refletem, necessariamente, a opinião do Portal Mulheres em Campo.