A expectativa do Grêmio sem Luan

Neste sábado estará aberta apenas a sétima rodada do Campeonato Brasileiro de 2016, mas torcedores de diversos times já se veem diante dos mais variados tipos de adversidades. As principais são as que dizem respeito a desfalques de jogadores.
Seja por lesões, punições ou convocações, já no início do torneio observa-se técnicos tendo que planejar novas táticas, reorganizar times e redefinir esquemas. Em relação ao Grêmio, a situação não é nem um pouco diferente.
 
No departamento médico do Tricolor, ainda encontram-se alguns da equipe. Desde a partida contra o Atlético-MG, na terceira rodada, o zagueiro Fred, o lateral-esquerdo Marcelo Oliveira e o atacante Henrique Almeida desfalcam o time. Já as convocações para a Copa América do Centenário fizeram um “estrago” ainda maior. Para representar a seleção equatoriana, o time de Porto Alegre teve que liberar o atacante Miller Bolaños após a primeira rodada do Brasileirão. Poucos dias depois, foi a vez da delegação brasileira levar de última hora o goleiro Marcelo Grohe e o volante Walace.
 
O técnico Roger Machado, bom conhecedor do elenco do qual dispõe, soube ir repondo as baixas a ponto de não comprometer o desempenho da equipe de forma drástica conforme as rodadas foram acontecendo. Entretanto, pode-se dizer que o desfalque principal do desafio contra o Fluminense, em Volta Redonda nesse sábado (11/06) às 18h30, será da peça que vem fazendo a diferença nas últimas partidas. Luan, o atacante que garantiu a vitória sobre a Ponte Preta no domingo (05/06) com o gol no minuto final, levou o terceiro cartão amarelo na partida e ficou em solo gaúcho nessa rodada.
 
A expectativa do torcedor que assistirá o jogo sem o Camisa 7 da equipe tem boas doses de apreensão. Após as boas atuações de Luan e da importância que elas tiveram para o bom desempenho do time como um todo, há o receio de que a equipe sinta a ausência do atleta através da perda de qualidade. Um dos trunfos do Grêmio de Roger é a capacidade que o jovem tem de flutuar e aproveitar vários espaços do campo com a função de “Falso 9”, algo que por muitas vezes permite uma vantagem maior sobre o adversário se comparado à atuação de um centroavante fixo.
 
Foto: Diego Vara / Agência RBS
 
Ironicamente, o substituto imediato de Luan que entrará em campo contra o Fluminense será Bobô, um atacante de características mais tradicionais. Bobô já mostrou uma adaptação melhor ao estilo de jogo gremista se comparado à sua
chegada em meados do ano passado. Também foi vítima de um problema na coluna no início do Campeonato, mas o fato de o atacante ter sido o goleador da equipe por vezes nessa temporada pode ser motivo de otimismo.
 
Entre desfalques e chegadas, a provável escalação gremista contará com Bruno Grassi, Edílson, Pedro Geromel, Wallace, Marcelo Hermes, Ramiro, Maicon, Giuliano, Douglas, Éverton e Bobô. A arbitragem será de André Luiz de Freitas Castro, auxiliado por Fabrício Vilarinho e Eduardo Gonçalves da Cruz.
 
Na competição do ano passado, os dois tricolores tiveram uma vitória para cada lado.Já na Copa do Brasil de 2015, os cariocas eliminaram o Grêmio nas quartas de final. Mesmo com o jogo longe de casa, o time gaúcho busca um bom resultado para permanecer com uma pontuação que o mantenha na parte de cima da tabela do Brasileirão. Dessa forma, o torcedor gremista espera além da adversidade do confronto em si, o desafio de ver o time sem Luan.
 
Cintia Menzomo
 
Cintia Menzomosábado estará aberta apenas a sétima rodada do Campeonato Brasileiro de
 
2016, mas torcedores de diversos times já se veem diante dos mais variados tipos de
 
adversidades. As principais são as que dizem respeito a desfalques de jogadores.
 
Seja por lesões, punições ou convocações, já no início do torneio observa-se técnicos
 
tendo que planejar novas táticas, reorganizar times e redefinir esquemas. Em relação
 
ao Grêmio, a situação não é nem um pouco diferente.
 
No departamento médico do Tricolor, ainda encontram-se alguns da equipe. Desde a
 
partida contra o Atlético-MG, na terceira rodada, o zagueiro Fred, o lateral-esquerdo
 
Marcelo Oliveira e o atacante Henrique Almeida desfalcam o time. Já as convocações
 
para a Copa América do Centenário fizeram um “estrago” ainda maior. Para
 
representar a seleção equatoriana, o time de Porto Alegre teve que liberar o atacante
 
Miller Bolaños após a primeira rodada do Brasileirão. Poucos dias depois, foi a vez da
 
delegação brasileira levar de última hora o goleiro Marcelo Grohe e o volante Walace.
 
O técnico Roger Machado, bom conhecedor do elenco do qual dispõe, soube ir
 
repondo as baixas a ponto de não comprometer o desempenho da equipe de forma
 
drástica conforme as rodadas foram acontecendo. Entretanto, pode-se dizer que o
 
desfalque principal do desafio contra o Fluminense, em Volta Redonda nesse sábado
 
(11/06) às 18h30, será da peça que vem fazendo a diferença nas últimas partidas.
 
Luan, o atacante que garantiu a vitória sobre a Ponte Preta no domingo (05/06) com o
 
gol no minuto final, levou o terceiro cartão amarelo na partida e ficou em solo gaúcho
 
nessa rodada.
 
A expectativa do torcedor que assistirá o jogo sem o Camisa 7 da equipe tem boas
 
doses de apreensão. Após as boas atuações de Luan e da importância que elas
 
tiveram para o bom desempenho do time como um todo, há o receio de que a equipe
 
sinta a ausência do atleta através da perda de qualidade. Um dos trunfos do Grêmio
 
de Roger é a capacidade que o jovem tem de flutuar e aproveitar vários espaços do
 
campo com a função de “Falso 9”, algo que por muitas vezes permite uma vantagem
 
maior sobre o adversário se comparado à atuação de um centroavante fixo.
 
Ironicamente, o substituto imediato de Luan que entrará em campo contra o
 
Fluminense será Bobô, um atacante de características mais tradicionais. Bobô já
 
mostrou uma adaptação melhor ao estilo de jogo gremista se comparado à sua
 
chegada em meados do ano passado. Também foi vítima de um problema na coluna
 
no início do Campeonato, mas o fato de o atacante ter sido o goleador da equipe por
 
vezes nessa temporada pode ser motivo de otimismo.
 
Entre desfalques e chegadas, a provável escalação gremista contará com Bruno
 
Grassi, Edílson, Pedro Geromel, Wallace, Marcelo Hermes, Ramiro, Maicon, Giuliano,
 
Douglas, Éverton e Bobô. A arbitragem será de André Luiz de Freitas Castro, auxiliado
 
por Fabrício Vilarinho e Eduardo Gonçalves da Cruz.
 
Na competição do ano passado, os dois tricolores tiveram uma vitória para cada lado.
 
Já na Copa do Brasil de 2015, os cariocas eliminaram o Grêmio nas quartas de final.
 
Mesmo com o jogo longe de casa, o time gaúcho busca um bom resultado para
 
permanecer com uma pontuação que o mantenha na parte de cima da tabela do
 
Brasileirão. Dessa forma, o torcedor gremista espera além da adversidade do
 
confronto em si, o desafio de ver o time sem Luan.
 
Cintia Menzomo