A missão é fazer furacão virar ventinho

 

 

 

Diante da Arena da Baixada tecnicamente com torcida única, o Corinthians que balança entre o péssimo, horrivel e muito ruim, logo após o respiro dado na última rodada contra o Vasco, enfrenta o Atlético-PR, nesta quarta-feira (21), às 21h45.

Desde maio deste ano, o CAP tomou por medida que todo e qualquer jogo realizado em sua Arena seria com portões abertos somente para a torcida local, contudo a organizada do clube decidiu não seguir tão a risca assim, a decisão, emitindo seu repúdio através de notas oficiais e convites as torcidas visitantes para continuar frequentando áreas que nos eram destinadas anteriormente. Logo se é esperado um público menor do que o Corinthians costuma ter fora de casa, o que de certa forma favorecerá o Furacão, que em uma fase um pouco melhor, luta pela vaga no G6 e ainda se preocupa com a semifinal da sul-americana contra o Fluminense já na próxima quarta-feira (28/11).

Descansado depois do feriado prolongado, o time está determinado a garantir mais 3 pontos importantíssimos para assim mandar para ainda mais longe a hipótese da série b 2019. Enquanto os paranaense não prometem ir a campo com seu time 100% e titulares, o Corinthians procura se atrelar ao gás conquistado na última vitória magra e sofrida dentro de casa.

Do nosso lado temos, o lateral esquerdo Carlos Augusto retornando da seleção sub-20, com pouca possibilidade de nos salvar de assistir o horror que é Danilo Avelar em campo; o recém agregado ao elenco Thiaguinho, que vem sendo primordial a equipe com suas arrancadas "alá Paulinho", e Zidanilo como possível atacante para começar a partida com a certeza que não aguentará todos os 90 minutos.

Por fim muita, mas muita fé, que a Fiel vai fazer o possível e impossível para jogar junto e levar essa equipe o mais longe que puderem.


 

Por Isabelle Rocha