A RAÇA DO INTERIOR!

Em seu melhor jogo no ano até então, o Brasil conseguiu segurar o líder Grêmio no Bento Freitas na tarde deste domingo (17). O Xavante lutou em tarde inspirada do goleiro Carlos Eduardo e terminou com um empate em 0x0, resultado que tem sabor de vitória na atual conjuntura.


 

(Foto: Carlos Insaurriaga)


 


Assim como qualquer time em situação delicada que jogue contra um adversário potente, o Brasil fechou a casa. Marcou em cima e impediu que a equipe gremista saísse para o jogo durante todo o primeiro tempo. E ainda, sempre que possível, tentava um contra-ataque.


Daniel Cruz, apesar de não ter qualidade nenhuma, tem vontade de sobra e com isso quase marcou em duas ocasiões: num chute pela lateral, onde Capixaba dava muito espaço e também em um lance de cabeça. Fez uma grande partida, mas assim como o restante do time foi cansando com o passar dos minutos.


O desgaste físico, de quem marcou forte no primeiro tempo e ainda teve o cansaço acumulado da partida da última quinta, fez o time afrouxar um pouco e chamar mais o adversário. Mas a tarde abençoou nosso paredão Carlos Eduardo, que parou tudo e mais um pouco. Monstro!


O rubro-negro sofreu um pouco na segunda etapa, não respirando nem quando ficou jogando com um à mais. Porém, calou a boca de quem disse que o pior aconteceria, que o adversário viria à Pelotas golear. O apito soou e o empate se concretizou. Um resultado que, para nós, tem um gosto de vitória.


Ainda temos muito trabalho pela frente. Jogos difíceis vindo e precisamos focar para escapar da degola. Mas fato é: a raça do interior apareceu hoje, foi sentida em campo e mostrou pro time azul da capital que quem entra de salto alto quase sempre quebra a cara. Seguimos, na luta para permanecer onde é o nosso lugar...

Avante com todo o esquadrão!


Por Alice Silveira