A SELEÇÃO QUE IMPORTA VENCEU!

Juventude derrotou o Volta Redonda e retomou a liderança na Série C

 

Bruno Alves fez mais uma bela partida, mantendo a regularidade esperada

(Foto: Arthur Dallegrave / E.C. Juventude)

 

Depois do primeiro revés no Campeonato Brasileiro da terceira divisão, o Juventude entrou em campo nesta sexta-feira (14), pela oitava rodada da competição, diante do Volta Redonda. O alviverde derrotou os cariocas pelo placar de 1x0 e retomou a liderança do Grupo B.

Com Braian Rodriguez no banco de reservas, o técnico Marquinhos Santos escalou o Ju com: Carné; Lucas Mota, Genílson, Sidmar e Eltinho; João Paulo, Aprille e Rafael Bastos; Breno, Bruno Alves e Dalberto.

Com esta escalação, o alviverde fez uma baita partida. Rafael Bastos — na minha opinião, até o nome é de jogador que deu certo na profissão — foi excepcional. O meia carregou a camisa 10 e fez uma partida digna de tal número. O Juventude criou muito graças a ele. Mas, é impossível falar da bela atuação alviverde sem citar Bruno Alves e Dalberto. O primeiro, ex-grená, foi regular mais uma vez, foram 90 minutos de um futebol de alta qualidade. Merecia deixar o dele. Felizmente, não fez falta.

Dalberto parece estar se recuperando da lesão que o deixou afastado por algumas rodadas. Hoje também teve chances de marcar. Infelizmente, sem sucesso. Pode-se falar de Breno também, junto com os outros dois, possibilitou que o Juventude encurralasse  o Volta Redonda. Foram diversas chances, mas pouca perfeição na conclusão.

Consciente, o técnico Marquinhos Santos disse, em entrevista coletiva pós-jogo, que este é um ponto a melhorar. Segundo ele, a equipe está treinando insistentemente para não deixar a desejar:

— Temos trabalhado insistentemente a questão da finalização. Eles têm trabalhado e evoluindo nesse quesito.

A defesa pouco trabalhou. Marcelo Carné se fez duas defesas foi muito. Entretanto, a dupla de zaga quase comprometeu em um lance no primeiro tempo. Quando Genílson passou para Sidimar, que não conseguiu alcançar, deixando a bola nos pés do ataque do Volta Redonda. Neste ponto, tivemos sorte, pois o adversário desperdiçou a melhor chance, nos primeiros 45 minutos, de marcar.

Com os três pontos, o Ju retoma a liderança do Grupo B. São 15 pontos conquistados em 24 disputados. 62,5% de aproveitamento. Apenas uma derrota no campeonato. Três vitórias e um empate dentro do Alfredo Jaconi. 83,3% de aproveitamento dentro de casa. E, o mais importante, a confiança do torcedor foi retomada!

O técnico Marquinhos Santos agradeceu aos torcedores e disse que recuperar a força em Caxias do Sul era um de seus objetivos desde que chegou à cidade.

— Desde a minha chegada falo sobre recuperar o fator Jaconi. Quero agradecer ao torcedor que compareceu, incentivou, apoiou os 90 minutos — disse Marquinhos Santos, em entrevista coletiva pós-jogo.

De questionado pelos torcedores, depois da derrota para o Grêmio no Gauchão, a ovacionado. Aos gritos de “Marquinhos, Marquinhos”, o torcedor comemorou os três pontos, na partida de hoje. Isto é tempo para trabalhar! É continuidade! É paciência! Deixem o ‘professor’ trabalhar que seremos felizes no final.  

 

Arbitragem comprometeu

É cansativo reclamar de arbitragem e, geralmente, só fazemos isso quando somos derrotados. Mas, hoje, o trio comprometeu! Felizmente, os erros dos árbitros não interferiram no resultado final. Entretanto, o Juventude precisa de livrar da Série C, para deixar para trás um trio de arbitragem tão limitado como o de hoje.

 

Agora é gaúcho x gaúcho

Na próxima quinta-feira (20), o Juventude enfrenta o Ypiranga no estádio Colosso da Lagoa. A partida está marcada para às 20h. O adversário já conquistou nove pontos e está colado na zona de classificação.

 

Por: Carol Freitas