A SENSAÇÃO DE SER LÍDER

 

 

(Foto: David Gray/Reuters)
 

A Sérvia superou a Costa Rica na estreia do Grupo E, o mesmo do Brasil, e venceu por 1 a 0, tornando-se líder do grupo com três pontos, já que o Brasil empatou com a Suíça. Mesmo com uma boa defesa e a atuação do goleiro do Real Madrid, Navas, os Sérvios conseguiram chegar ao gol em lance de bola parada de Kolarov no início do segundo tempo.

Mas, para chegar ao gol não foi tão fácil assim. No primeiro tempo a Costa Rica, com seu esquema de três zagueiros, investia em bolas longas. Já a Sérvia em um 4-2-3-1 tentava povoar o meio para não dar espaços aos costarriquenhos, isso transformou a partida em um jogo de xadrez. Ninguém queria errar ou ceder espaços para não sofrer gols.

A melhor chance do primeiro tempo foi quando Tosic escorregou ao tentar sair da defesa e deixou a bola escapar diretamente nos pés de Ureña, que arriscou o chute de pé esquerdo. A bola passou por cima do gol, sem muito perigo.

Na segunda etapa, quem começou chegando mais perto do gol foi a Sérvia. Aos quatro minutos, Mitrovic recebeu a bola nas costas da defesa, invadiu a área e finalizou no canto. Navas se esticou todo e conseguiu fazer a defesa, mandando a bola para escanteio. A Sérvia ensaiava uma pressão, mas parava em Navas até que aos 11 minutos, Kolarov cobrou falta na intermediária e acertou o ângulo esquerdo do arqueiro da Costa Rica.

Tentando reverter o resultado, Joel Campbell foi para jogo. A entrada do atacante melhorou o ataque, mas não o tornou mais efetivo. A Costa Rica tentou chegar, mas não foi o suficiente para tirar a vitória dos sérvios.

FICHA TÉCNICA

COSTA RICA - Keylor Navas; Gamboa, González, Acosta e Óscar Duarte; Guzman (Colindres), Calvo, Borges e Venegas (Bolaños), Brian Ruiz e Ureña (Campbell). Técnico: Oscar Ramírez.

SÉRVIA - Stojkovic; Ivanovic, Milenkovic, Tosic, Kolarov; Matic, Milivojevic, Milinkovic-Savic e Tadic (Rukavina); Ljajic (Kostic) e Mitrovic (Prijovic). Técnico: Slavoljub Muslin.

GOL - Kolarov, aos 10 minutos do segundo tempo.


 

Por Camila Leonel