A trilha até o Hexa…

 

Brasil enfrenta o Uruguai pelas Eliminatórias para a Copa de 2018

 

fghgf.jpg

 

A Seleção Canarinho terá pela frente uma verdadeira pedreira, na Arena Pernambuco às 21h45  (horário de Brasília), o Uruguai de Suárez e Cavani. O jogo é válido pela 5º rodada das Eliminatórias Sul-americanas para o Mundial da Rússia em 2018.

Independente do resultado, o Brasil terá pouco tempo para se recuperar, pois já no dia 29, irá ao Paraguai, enfrentar a seleção da casa, no estádio Defensores del Tchaco. Hoje o Brasil ocupa a terceira colocação, com sete pontos atrás do Uruguai com 9, e do líder Equador com 12 pontos.

 

Preparação

 

Todos sabemos que a conquista do Hexa é mais que um sonho brasileiro, e mesmo que muitos hoje torçam para outras seleções, a conquista traria de volta o orgulho da Seleção, que há tempos vem machucando o coração do pobre torceDor. O tão contestado técnico Dunga convocou jogadores, que já vinham sendo testados e não se esqueceu dos Chineses, ops...dos jogadores que atuam na China.

"No meu cargo, tenho que tomar decisões difíceis sempre, mas não podemos esquecer que esses jogadores recentemente tiveram nível altíssimo no Brasil, jogaram na equipe que foi campeã, foram a pouco tempo para China e estiveram na ultima convocação, com rendimento muito bom. Seria injusto com eles só porque forma para China tirarmos. A coerência da comissão técnica falou mais alto", disse Dunga.

Porém o treinador não escondeu a preocupação, com o rendimento de Gil e Renato Augusto, uma vez que o futebol Chines, tem nível bem inferior. A dúvida que fica é: será que Dunga manterá as convocações ?   Deixo a dúvida a cada um de vocês.

 

Créditos: Globo Esporte

- Eles vão ter que conviver com a cobrança, porque, se o jogador cometer um erro, ele vai analisar diferente do que acontece com o jogador da Europa. Ele jogando nesse tipo de mercado, vai ter que estar preparado para um tipo de crítica específico. Vai ter que fazer algo a mais, chegar um ou dois dias antes para jogar em alto nível - afirmou Dunga em coletiva de imprensa.

As tão aguardadas novidades vieram no gol e no ataque. O goleiro Diego Alves, do Valencia e o atacante Jonas, do Benfica ganharam oportunidade, o último retornará a seleção, devido as lesões dos convocados, Kaká e Roberto Firmino.

 

LISTA DE CONVOCADOS

 

GOLEIROS

Alisson (Internacional)

Marcelo Grohe (Grêmio)

Diego Alves (Valencia)

 

ZAGUEIROS

David Luiz (PSG)

Miranda (Inter de Milão)

Marquinhos (PSG)

Gil (Shandong Luneng)

 

LATERAIS

Danilo (Real Madrid)

Daniel Alves (Barcelona)

Filipe Luis (Atlético de Madrid)

Alex Sandro (Juventus)

 

VOLANTES

Luiz Gustavo (Wolfsburg)

Fernandinho (Manchester City)

Renato Augusto (Beijing Guoan)

 

MEIA-ATACANTES

Philippe Coutinho (Liverpool)

Oscar (Chelsea)

Lucas Lima (Santos)

Willian (Chelsea)

Douglas Costa (Bayern de Munique)

 

ATACANTES

Neymar (Barcelona)

Hulk (Zenit)

Ricardo Oliveira (Santos)

Jonas ( Benfica)

 

Se você conferiu a lista e se deparou com Renato Augusto como volante, não você não está ficando louco(a), o meia que me deixa melancólica foi convocado como volante! Em suas convocações, Dunga tem deixado os volantes de lado, com a baixa de Elias que segue lesionado, o treinador chamou apenas dois volantes de oficio: Fernandinho e Luis Gustavo e esta não foi a primeira vez. Da vez passada foram 4 volantes. Parece uma tentativa clara de dar ofensividade a equipe, já que Dunga apostou em meias que atuam em profundidade. Arriscado, já que se um dos volante se lesionar ou for expulso, não terá um substituto nato.

 

Titulares e a Neymar dependência

 

A arma do Brasil, Neymar sentiu dores musculares assustando a comissão técnica para a partida, creio que alguns fantasmas ainda rondem a seleção, mas o jogador já está confirmado no ataque. Em treinamento, atuaram  Alisson, Daniel Alves, Miranda, David Luiz e Filipe Luís; Luiz Gustavo, Fernandinho e Renato Augusto (Ricardo Oliveira); Willian, Douglas Costa e Neymar, e este deve ser o provável time titular.

 

Créditos: espn

 

O futebol brasileiro está carente, não só de ídolos, mas também de bom futebol. A seleção que temos, nos traz um certo saudosismo, de épocas em que nossa escalação estava na pontada da língua e que todos nos temiam. O piano ou fado, pesado e árduo cabe a Neymar carregar e muitos já estão fazendo suas simpatias, para que o craque não fique de fora de nenhum jogo.

A simples ideia de tê-lo fora, já traz duras lembranças ao torcedor e fica aqui, minha torcida por ele e pela seleção. O caminho do Hexa é longo e pelo caminho muitas pedreiras surgirão.

 


Por Mariana Alves