A tristeza foi passageira, mas o orgulho será eterno!

Nesta quarta-feira (19), o Juventude se despediu da Copa do Brasil, mesmo após a vitória no tempo normal, o Atlético-MG ficou com a vaga na disputa dos penaltis.

 

Foto: Quentes da Jaconera

 

O Juventude conseguiu ficar entre os oito melhores clubes do Brasil, grande façanha para um time do interior do Rio Grande do Sul.

Eliminado da Copa do Brasil sim, mas de cabeça erguida com aquela boa sensação de dever cumprido, a derrota nas penalidades não abalou tamanho orgulho que o clube alviverde vem dando neste ano de 2016, novamente a tristeza foi passageira mas a alegria ficará para a história, poderíamos sim ter saído do Alfredo Jaconi preparados para o próximo adversário na CB, com o gol que deixaria o Verdão à frente no placar não sendo anulado irregularmente, mas isso são coisas do futebol, nossa paixão é maior do que todos os que tentam nos prejudicar, o Juventude é maior que isso, e só nós torcedores sabemos o quanto foi importante ter chegado até onde chegamos.

 

Foto: Juventude Oficial

 

O JOGO

 

O gol do Juventude saiu logo aos 30 segundos de jogo, isso mesmo, 30 SEGUNDOS, com Hugo que recebeu o cruzamento de Pará e escorou para o fundo das redes, a bola entrou no canto esquerdo, sem nenhuma chance para o goleiro Victor, deixando tudo igual no placar que até então dava a vantagem ao Atlético-MG que marcou no primeiro jogo. No primeiro tempo foi o Juventude que mostrou mais domínio de jogo, mesmo com algumas boas chances do Galo, aos 36 minutos um gol alviverde legítimo anulado, o gol que daria a classificação ao time do Sul.

Já no segundo tempo, assim como no último jogo foi visível uma caída de jogo por parte do Juventude (talvez cansaço?!) enquanto o Galo aproveitou novamente para dominar a segunda etapa (assim como no Mineirão), o Juventude até criou mais algumas jogadas que poderiam resultar ao segundo gol, mas o goleiro Victor estava lá para impedir. Assim como nossa muralha, Elias, que inúmeras vezes salvou o Juventude com defesas espetaculares, impedindo que o jogo que já não era fácil ficasse ainda mais complicado para o Verdão. Apesar das oportunidades de ambos os lados o jogo terminou com vitória do Juventude por 1 x 0, o que levou às penalidades.

 

AGUENTA CORAÇÃO

 

Na cobrança de penaltis o coração dos torcedores alviverdes já estava saindo pela boca, ainda com esperança de classificação, confiamos nossos últimos gritos para apoiar os guerreiros que lutaram firme para chegar até aqui, Hugo e Sananduva acertaram as cobranças para o Juventude, enquanto Wallacer e Roberson pararam no goleiro atleticano. No galo 100% de aproveitamento com Fábio Santos, Gabriel, Lucas Pratto e Cazares. Placar final 4 à 2 para o time alvinegro. E assim nos despedimos da Copa do Brasil, com o orgulho ao extremo por tudo até aqui, tristes por um lado, mas imensamente gratos pelo clube que nos trouxe tamanha alegria neste ano, que mais uma vez calou a boca de muitos, aqueles mesmos que lá no início falaram que perderíamos para o Coxa, depois para o Paysandu, e depois a goleada que levaríamos do São Paulo (risos), chegamos até aqui firmes e fortes e saímos da mesma forma, entre os oito melhores do Brasil!

 

“Só tenho que parabenizar os atletas pela excelente partida. Já havíamos feito um jogo excelente lá em Minas Gerais, e hoje voltamos a mostrar nossa força, tanto é que vencemos a partida no tempo normal. Nos pênaltis, infelizmente a classificação não veio, mas essa eliminação não deve apagar o brilho dessa campanha, do esforço desse grupo e do momento que este clube vive. É bola pra frente, é levantar a cabeça e seguir adiante, pois ainda temos objetivos na temporada”, destacou o técnico Antônio Carlos Zago.

 

Agora o foco volta somente a Série C, com chance de ainda brigar pelo titulo o Verdão vai com todas as forças enfrentar o Boa Esporte no próximo sábado (22) pelo segundo jogo da semifinal, em Varginha-MG. Para seguir adiante na competição e garantir uma vaga na final, o Juventude precisa marcar pelo menos dois gols de diferença, já que perdeu a partida de ida, no Jaconi, por 2 x 1.

 

FICHA TÉCNICA

 

Copa do Brasil – Quartas de final – Rodada de volta

Juventude 1 (2) X 0 (4) Atlético-MG

Data: 19/10/2016

Horário: 19h30

Local: Estádio Alfredo Jaconi

 

Arbitragem: Jailson Macedo Freitas (BA), Klaber Lúcio Gil (SC) e Danilo Simon Manis (SP)

 

JUVENTUDE: Elias, Vidal (Neguete), Klaus, Ruan Renato e Pará; Wanderson (Vacaria), Sananduva, Lucas (Caprini) e Wallacer; Roberson e Hugo. Técnico: Antônio Carlos Zago

 

ATLÉTICO-MG: Victor, Patric, Leonardo Silva (Gabriel), Erazo e Fábio Santos; Rafael Carioca (Clayton), Leandro Donizete, Júnior Urso e Otero (Cazares); Robinho e Lucas Pratto. Técnico: Marcelo Oliveira

por Fernanda Andreazza