A VAGA QUE VALE O ANO!

Em busca da última vaga do G-4, o São Paulo vai até o Serra Dourada, no domingo (6), às 17h (horário de Brasília), pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro, com o intuito de vencer. 

Fonte: https://auvaromaia.com

Porém, não será assim tão fácil, visto que os últimos confrontos contra o Goiás não foram tão bons para o Tricolor, que saiu vitorioso apenas de um jogo, dos nove disputados em Goiânia. Além disso, os são-paulinos trazem na memória, a lembrança de um 2009 amargo, onde o Tricolor precisava apenas de uma vitória para se manter na ponta, na penúltima rodada daquela edição do campeonato, e levar a decisão para o Morumbi, contra o Sport. Mas o time goiano, sem qualquer pretensão, fez 4x2, de virada, e jogou um balde de água fria no objetivo do São Paulo, que teve que se contentar com a 3ª colocação, já que viu Flamengo e Internacional derrotarem Corinthians e Sport, e o ultrapassarem na tabela.

Curiosamente, o Internacional novamente está na briga, com 56 pontos, e ainda acredita que pode conseguir a vaga. Para terminar o ano em 4º lugar na tabela, o Tricolor precisa apenas de um simples empate, que o levará a 60 pontos, ultrapassando assim, a equipe colorada que, se ganhar seu último jogo, contra o Cruzeiro, chegará a 59, mas precisará tirar um saldo de 7 gols, em caso de derrota do São Paulo.

Durante o ano, a equipe paulista passou por muitas provas de fogo, sendo cobrada por diversas vezes pelos torcedores, que faziam questão de dizer que ganhar certos jogos ou competições, era obrigação. Mas todos sabemos que, ao que tudo indica, o São Paulo não sabe muito bem trabalhar sob pressão, e na maioria das vezes em que isso aconteceu, o time sofreu com derrotas ou eliminações. Prova disso foi o próprio jogo contra o Goiás, no primeiro turno do campeonato, na 19ª rodada, onde o Esmeraldino venceu por 3x0, no Morumbi, e fez a crise no clube aumentar.

Para o último confronto do ano, e visando a vitória, Milton Cruz terá que montar um quebra-cabeça para escolher os jogadores que estarão em campo durante a partida desse domingo. E não será fácil, já que não poderá contar com uma das peças principais do elenco: Rogério Ceni. O goleiro trabalhou muito durante os últimos dias para que sua recuperação fosse acelerada, e ele pudesse estar em campo na partida contra o Goiás. Porém, não participará do confronto e, após 19 anos, seu lugar será novamente no banco de reservas.

Na quarta e quinta-feira, Ceni treinou normalmente com bola no CT da Barra Funda. Na sexta, o goleiro sentiu dores e ficou no Reffis, diminuindo assim as chances de voltar. Hoje, pela manhã, ele realizou o último treino, onde participou de um processo de alongamento e aquecimento, antes de aprimorar a parte técnica, ao lado dos companheiros Denis e Renan Ribeiro. Suando a camisa, cumpriu a série de exercícios orientados pelo preparador Haroldo Lamounier, e ainda participou de parte da atividade comandada por Milton Cruz, jogando na linha. Depois disso, seguiu para o Reffis e completou o treino com atividades fisioterápicas.

Fonte: https://s2.glbimg.com

Já o elenco, treinou e foi observado pelo técnico interino, e dividido em quatro equipes (dois contra dois), realizou um trabalho físico-técnico. Após os exercícios, os jogadores disputaram o tradicional recreativo.

Além do goleiro Rogério Ceni (que poderá estar no banco de reservas), seguem fora Rodrigo Caio (suspensão), Breno e Luiz Eduardo (artroscopia nos joelhos esquerdo e direito, respectivamente); Luis Fabiano (lesão no ligamento colateral medial do joelho direito); João Paulo (fratura por estresse na tíbia direita), e Léo (caxumba). Mas, uma novidade é certa: o atacante Rogério (após ter problemas musculares na coxa direita e ficar fora do duelo contra o Figueirense) foi liberado pelo Departamento Médico e está de volta, pronto para seguir com a delegação e ajudar o Tricolor em busca da vitória.

Normalmente, os jogadores lesionados não viajam com a delegação para os confrontos fora do Morumbi. Porém, com uma iniciativa partindo de Milton Cruz e apoiada pelo Presidente do clube, mesmo com a presença de Rogério Ceni como titular descartada, ele viajará para Goiânia, junto de Luis Fabiano, Rodrigo Caio, Breno e Luiz Eduardo, que também não participarão da partida, mas poderão reforçar a torcida pelos companheiros.

Com tantas baixas e a grande novidade, o São Paulo deverá ir a campo com a seguinte escalação: Denis; Bruno, Lucão, Edson Silva (Lyanco) e Carlinhos; Hudson, Thiago Mendes, Ganso e Michel Bastos; Alexandre Pato e Alan Kardec (Rogério).

 
Fonte: https://s2.glbimg.com
 

A provável escalação do técnico Danny Sérgio, do Goiás, que busca a vitória e torce por resultados ruins dos rivais na luta pela permanência na série A, é: Renan; Gimenez, Fred, Alex Alves e Rafael Forster; Ygor (Liniker), Patrick, David e William Kozlowski; Erik e Bruno Henrique.

O trio de arbitragem da partida será composto pelo árbitro Ricardo Marques Ribeiro, de Minas Gerais, e pelos assistentes 1 e 2, Fabiano da Silva Ramires, do Espírito Santo e Pablo Almeida da Costa, também de Minas Gerais, respectivamente.

Apesar da decisão do STJD, onde a equipe esmeraldina foi julgada e punida com a perda de dois mandos de campo, além de multa de R$15 mil (após a derrota para o Coxa, por 3 a 1, em 18 de novembro, torcedores do Goiás atiraram diversos objetos dentro do campo), mais de 21 mil ingressos foram vendidos para o duelo, que definirá o destino das duas equipes em 2016. Para o Goiás, a vitória vale a permanência na série A (caso os rivais tropecem em seus objetivos). Para o São Paulo, a vaga que vale o ano!

Renata Chagas