A VIDA ME FEZ SANTISTA E O SANTOS ME FEZ DE TROUXA!

Gente, por que marcar jogo madrugada? Por que me fazer acordar cedo em pleno domingo? A paixão pelo futebol, o amor pelo clube ou a falta de vergonha na cara mesmo. Com um jogador a mais e uma atuação pífia, o Santos perdeu o primeiro clássico do ano pelo placar de 2x0, e o desastre poderia ter sido muito pior visto a qualidade da partida. Morri, mas passo bem.

 

(Foto: SantosFC)

 

O jogo:

No primeiro minuto de jogo o Corinthians abriu o placar com Everaldo. Sim, vamos começar assim: no susto! Ainda estava tentando encontrar um cantinho para sentar. Velha é um caso sério. Enfim, após o susto do gol e eu ter achado um jeito de me acomodar e assistir em paz, seguimos no mesmo ritmo, me estressando com futebol.

A atuação santista foi digna de um jogo no domingo de manhã, estavam dormindo, literalmente, em campo. Tudo bem, não vou só criticar, vamos levar em consideração que estávamos bem desfalcado  e que infelizmente ainda precisamos de várias peças para compor um elenco aceitável. O Peixe não deu um único chute a gol no primeiro tempo, como assim meu Deus? Exatamente, a criatividade ficou em casa.

Para a segunda etapa Evandro voltou no lugar de Sandry, nada mudou. O adversário continuou fuzilando e a zaga santista falhou mais uma vez. Parecia filme repetido, primeiro minuto de jogo, mais um gol. Neste instante você repensa tua paixão e se pergunta se vale a pena continuar assistindo, não tenho vergonha na cara, vou sofrer até o fim. E sofri! O Santos ficou com um a mais em campo após Janderson ir comemorar com a torcida e ser expulso (futebol está ficando cada vez mais chato) mas não soube aproveitar. Faltou tudo ao Peixe nesse jogo, nem de longe é aquele que encantava o torcedor no ano passado.

Uribe sou eu na vida, quando finalmente algo dá certo, está errado. Muito criticado (muito mesmo) pela torcida desde que chegou, já que até hoje não fez nada que justificasse ser chamado de JOGADOR, marcou o gol santista. Adivinha? Impedido! Bem minha cara tentando dar rumo à minha vida (rindo de desespero). Quando o árbitro finalmente apitou encerrando a partida, não sabia se continuava xingando ou se comemorava por ter acabado. 

Sobre a defesa santista, não consigo encontrar palavras para descrever o quanto foi complicado assistir o show de horrores que protagonizaram. Claramente sem entrosamento algum, já prevejo muita dor de cabeça ao longo do campeonato. Oremos!

 

No primeiro tempo, eles foram muito superiores a nós, merecidamente. Eles fizeram 1 a 0 no começo, antes dos 5 minutos, e isso foi total falta de atenção nossa. No segundo tempo, tivemos mais posse de bola, mas era óbvio, estávamos com um jogador a mais, tínhamos que fazer isso – palavras de Luan Peres.

 

O Peixe soma sete pontos, na liderança - posição que pode perder para a Ponte Preta, que joga amanhã - do grupo A e na próxima rodada recebe o Botafogo- SP às 20h (de Brasília) na segunda-feira (10). Seguimos.

 

Por Andra Jarcem, com o Santos onde e como ele estiver.

 

*Esclarecemos que os textos trazidos nesta coluna, não refletem, necessariamente, a opinião do Blog Mulheres em Campo.