À Vitorino Condá

 

 

Extraída da Internet

Hey, Condá! O que é isso? Vamos conversar. Me explique que história é essa de que nossos guerreiros se foram e nós precisamos ter força para contar a pior tragédia do esporte para outras pessoas. Em que os repórteres choram junto com os entrevistados.

Precisamos ter forças, era como se fosse obrigação dar o máximo de nós para honrar tudo o que já vivemos, tudo o que os jornalistas que se foram fizeram. Ainda não terminamos de dar flechadas, não é mesmo?! Ainda estávamos treinando para conquistar o mundo, mas daquele jeito que vocês queriam. Mas acho que te entendo, o mundo era pequeno para a grandeza dessa gente que se foi. O céu era o limite. A busca pela estrela no peito deu lugar para uma constelação no céu. Queríamos vocês no céu Chapecoense. Mas entendendemos que vocês são do mundo, que vocês são das pessoas que os admiram. Não vão embora, temos várias coisas pela frente. Apesar de não serem mais nossos, porque vocês são lendas que agora se espalham pelo planeta deixando a mensagem que norteava o clube, queremos nossas lendas por aqui. Quero ver aquele time humilde, que cativava, que me deixava aflita e me fazia roer as unhas. Guerreiros, esses dias tem sido muito difíceis. Seguimos lutando por aqui e vocês nos ajudando daí. Guerreiros jornalistas, vocês estavam realizando o nosso sonho, a gente se realizava em vocês. Guerreiros no campo, nós queríamos ver vocês erguendo a taça, até porque, a América do Sul já era nossa, sabíamos que o título viria. Agora só sentimos a dor.

 

Extraída da Internet

Das inúmeras coisas que a Chapecoense nos ensinou, ela nos ensinou que a felicidade não está nem na partida e nem na chegada, está sim na caminhada. Nos ensinou que o mais fraco, se trabalhar seriamente, consegue chegar ao topo. A Chapecoense uniu os povos, as cores, as raças, os ideais, as culturas. A Chapecoense seguirá cumprindo o legado daqueles que já não estão mais aqui entre nós.

O futebol que na maioria das vezes é a alegria do povo. Uma válvula de escape, uma rota de fuga da realidade. O futebol e a Chapecoense nos dão lições para viver a vida, pois mostram que na vida, um dia você vence e no outro você perde. Dessa vez não nos trouxeram a alegria de uma vitória e nem a decepção de uma derrota. Nos mostraram que a vida é apenas um momento e que devemos valorizá-la.

Na memória de quem ama, não há lugar para o esquecimento, só para a saudade daqueles que durante a vida nos trouxeram tanta alegria.

 

Extraída da Internet

 

A família Chapecoense vai ficar por aqui, iremos nos reconstruir... Por vocês!

 

Nós nunca esqueceremos de vocês.

Força Chape!

 

Por Fernanda Martins.