100% na liderança: Em noite inspirada de Nenê, Vasco vence o América e segue invicto no Carioca.

O Vasco venceu mais uma no Campeonato Carioca, e o jogador Nenê foi, sem dúvidas, o nome da partida, marcando um gol e dando passe para os outros dois gols do gigante. Foi ele quem comandou o time em campo.
Imagem: globoesporte.com
 
No início do primeiro tempo, o time do América até que tentou colocar pressão no cruzmaltino, que logo acordou. Em uma jogada de velocidade, o lateral Madson foi derrubado dentro da área... Pênalti! Nenê logo pegou a bola, e como sempre, não desperdiçou. Um gol que aos 15 minutos abriu o placar para o gigante da colina. O América fazia uma boa marcação e o time do Vasco tinha certas dificuldades. O rubro saía bem nos contra-ataques, e no final do primeiro tempo, perdeu um gol incrível, com o atacante Jean.
 
Na segunda etapa, a equipe cruzmaltina voltou com uma alteração: Yago Pikachu no lugar de Mateus Vital. O Vasco retornou para a etapa complementar mais seguro e mais ligado, e aos 20, Nenê em uma bela jogada individual, tocou para o atacante Riascos marcar um golaço de voleio. O técnico Jorginho fez ainda duas alterações: Jorge Henrique saiu para dar lugar a Eder Luis, e Matheus Índio entrou no lugar de Riascos. 
 
O América até diminuiu o placar aos 33 minutos com Leandro Aguiar, mas aos 39, em outra jogada de Nenê, o zagueiro Rodrigo deu números finais a partida, fazendo o terceiro gol vascaíno. Aí foi só esperar o juiz apitar o fim do jogo, e decretar a vitória do Vasco por 3x1 diante do América no "Clássico da Paz". 
 
Autor do segundo gol do Vasco, o atacante Riascos falou após a partida:
- Eu acho que é um trabalho de grupo, que quer mais. Estou feliz pela oportunidade, pelo gol. Agradeço também ao Nenê, que me deu um belo passe. Estou feliz! Estou me entregando em todo o jogo e quero me sair bem e dando a vitória para o grupo.
Imagem: vasco.com.br
 
O técnico Jorginho em entrevista coletiva falou sobre o jogo:
- A vitória foi fundamental, mas mais uma vez quero dizer que estamos longe dos nossos objetivos. A equipe relaxou um pouco após o primeiro gol, e nós tomamos pressão. Os três pontos foram fundamentais, mas precisamos estar mais atentos, mais concentrados. Acredito que nós jogamos contra uma equipe muito qualificada. Equipe com vontade, aguerrida. Jogo difícil, mas fundamental para o que queremos alcançar no campeonato.
 
O treinador também falou sobre a média de gols da equipe :
- Eu acho que a gente vem construindo um trabalho desde o ano passado, e estamos construindo a confiança dos atletas, a confiança do potencial de cada um, a confiança do grupo. Sabemos que quando perdemos essa confiança, as coisas não acontecem. As coisas vão mal. Ano passado, estávamos o tempo todo sob extrema pressão. Conseguimos organizar os setores esse ano, algumas movimentações importantes. Treinamos a questão tática ofensiva. Movimentação constante dos meus atacantes. Coisas que eu cobro muito deles. O responsável pelo passe não é quem está com a bola, é quem se movimenta. A questão da confiança e a construção de um trabalho de uma grande equipe são fundamentais. O Riascos era contestado e está iniciando muito bem. Quando o Thalles entrar, tem que entrar da mesma forma. Tem que acreditar no potencial desses jogadores.
 
O Vasco agora é líder isolado do grupo A, com 6 pontos, e volta a campo na próxima quarta-feira (10), onde irá enfrentar o Volta Redonda, em São Januário, às 19h30min (horário de Brasília).
 
 
FICHA TÉCNICA
AMÉRICA 1 X 3 VASCO

Local: Estádio Giulite Coutinho, em Mesquita (RJ)
Data: 4 de fevereiro de 2016 (Quinta-feira)
Horário: 19h30min (horário de Brasília)
Público: 4.946 pagantes
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Assistentes : Dibert Pedrosa Moises (RJ) e Patrícia Retondário da Silva (RJ)
Cartões Amarelos: Darlan, Eric, Fábio Brás(América); Riascos, Nenê,Yago Pikachu, Rodrigo(Vas)
Gols: AMÉRICA: Leandro, aos 33 minutos do segundo tempo
          VASCO: Nenê, aos 16 minutos do primeiro tempo; Riascos, aos 20 e Rodrigo aos 39 minutos do segundo tempo

AMÉRICA: Felipe, Erick, Fábio Braz, Marcão e Marlon; PH, Muniz e Darlan; Renato (Matias Sosa), Marcelinho (Accioli) e Jean (Leandro)
Técnico: Ricardo Cruz

VASCO: Martin Silva, Madson, Rodrigo, Luan e Julio Cesar; Julio dos Santos, Andrezinho, Mateus Pet (Yago Pikachu), Nenê; Jorge Henrique (Eder Luis) e Duvier Riascos (Matheus Índio)
Técnico: Jorginho
Imagem: vasco.com.br
 
 
Jessica Martins