104 VEZES PARATIBA

 

Foto: Geraldo Bubniak/AGB

Chegou a hora de voltar pra casa, de reencontrar a segunda família e acender o carvão para o churrasco no pântano. E mais do que matar a saudade de casa, já retornamos em clima de clássico. No domingo (26), às 18h, o Paraná Clube enfrenta o Coritiba pela terceira rodada do Campeonato Paranaense.

Do lado verde da cidade a última rodada não foi das melhores. O Coritiba, que empatou com o Rio Branco, tenta se recuperar diante do Paraná. Já para o Tricolor da Vila, após vencer o Cascavel CR fora de casa, a confiança foi renovada e deve ser fator importantíssimo na busca dos três pontos.


 

Independente de resultados anteriores, clássico é clássico. A semana é diferente, os dias são repletos de piadas, discussões, apostas e nervosismo. É a energia toda direcionada a um único assunto. Não interessa se o time está bem ou não, se o elenco está entrosado ou se chegou há pouco tempo.

Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

O que vale em dia de clássico é história. É a arquibancada cheia e a festa preparada só para esse momento. É a pilha colocada em cada jogador sobre o que significa ser Paraná Clube e disputar um Paratiba. O que vale em dia de clássico é a ingratidão de quem teve uma oportunidade de um ano e hoje desdenha. É nessa ingratidão e nessa fala não assessorada que buscamos aquele 1% a mais de energia, aquele orgulho de vestir a camisa e vencer.

O elenco Paranista começou a temporada com diversos questionamentos, com imprensa e torcida sem saber o que esperar e, para o torcedor, carregado de aflição por conta dessa incerteza. Isso precisa ser deixado de lado se quisermos alcançar voos mais altos. Agora chegou o momento de fazermos o que sabemos fazer de melhor: vestir nosso manto, lotar a arquibancada e soltar a voz durante 90 minutos. Sem pausa, sem desculpas, sem questionamentos.

Sabemos tudo que é possível realizar com a união entre time e torcida, conhecemos nossa capacidade de ganhar o jogo no grito se algo faltar em campo. Domingo, todos os caminhos levam à Vila Capanema. Lugar de Paranista é na arquibancada dando mais uma aula de como fazer festa.

Se ainda existe qualquer dúvida, busca lá no fundo aquela memória que te faz lembrar dos motivos que nos mantém aqui. Quantas vezes vocês lutou, quantas vezes comemorou aquele gol espírita pouco antes do apito final e entendeu o que é ter fé. Quantas vezes, seja na Vila, Couto ou Pinheirão, você deixou a sua voz para empurrar o time e saiu com a vitória.

Aos meus irmãos de arquibancada, espero cada um de vocês lá. Aos jogadores, clássico se ganha. Joguem por nós, daremos nosso melhor por vocês.  

 

POSSÍVEL ESCALAÇÃO

Alisson; Bruno, Thales, Fabrício e Juninho; Jhony Douglas, Gabriel Kazu e Andrey; Raphael Alemão, Gustavo Mosquito e Rafael Furtado.

 

Por Gabrielle Bizinelli

 

*O BlogMec esclarece que os textos trazidos nesta coluna não refletem, necessariamente, a opinião do Blog.