2018 - UM ANO PARA SE ESQUECER

 

Ventos fortes sopram no alto da Bela Vista este ano. O mais recente foi a determinação feita pelo Ministério Público da Paraíba relacionada a "Operação Cartola". Nesta acusação o MPPB denunciou os presidentes do Campinense Clube, William Simões e do Botafogo-PB, Zezinho Botafogo além de mais quatro cartolas do time da capital. Também foi pedido o afastamento dos denunciados dos seus respectivos cargos nos clubes.

 

(Foto1:Sandra Paula TV Paraíba)


 

ENTENDA A "OPERAÇÃO CARTOLA"

 

A operação cartola foi deflagrada no dia 09 de abril deste ano, pela Polícia Civil juntamente com o GAECO (Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado), investigando uma organização criminosa suspeita por falsidade ideológica e manipulação de resultados no Futebol Paraibano. Os investigados nesse esquema:

-Federação Paraibana de Futebol  (FPF)

-Comissão Estadual de Arbitragem da Paraíba  (CEAF)

-Tribunal de Justiça Desportiva da Paraíba  (TJD/PB)

-Dirigentes de clubes paraibanos, entre eles, Campinense Clube, Botafogo-Pb, Treze, CSP.

 

(Foto2:Reprodução Polícia Civil)

 

O QUE ACONTECE AGORA?

 

Sendo assim o clube que afirma, que apesar de não ter recebido nenhuma notificação da justiça, já tem um novo mandatário para o time rubro-negro. Félix Braz ou Felinho como é conhecido entre os raposeiros já foi empossado e assume o clube até 2019. Félix já chegou afirmando que seguirá a política utilizada por William e que a maioria das decisões tomadas anteriormente serão mantidas.


 

(Foto: Divulgação Campinense Clube )


 

A EXPECTATIVA DA TORCIDA

 

O que nós torcedores do Campinense queremos é respeito a nossa história e a nossa torcida. Que tudo seja esclarecido e que nosso futebol possa respirar livre de corrupção. Futebol se joga e se ganha na raça, não precisamos de armações ou trapaças, precisamos sim de bons profissionais que honrem nosso manto sagrado e nossa história.

O Campinense Clube  é muito maior do que tudo isso.

 

Por: Klebia Costa.

 

 

Ventos fortes sopram no alto da Bela Vista este ano. O mais recente foi a determinação feita pelo Ministério Público da Paraíba relacionada a "Operação Cartola". Nesta acusação o MPPB denunciou os presidentes do Campinense Clube, William Simões e do Botafogo-PB, Zezinho Botafogo além de mais quatro cartolas do time da capital. Também foi pedido o afastamento dos denunciados dos seus respectivos cargos nos clubes.

 

(Foto1:Sandra Paula TV Paraíba)


 

ENTENDA A "OPERAÇÃO CARTOLA"

 

A operação cartola foi deflagrada no dia 09 de abril deste ano, pela Polícia Civil juntamente com o GAECO (Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado), investigando uma organização criminosa suspeita por falsidade ideológica e manipulação de resultados no Futebol Paraibano. Os investigados nesse esquema:

-Federação Paraibana de Futebol  (FPF)

-Comissão Estadual de Arbitragem da Paraíba  (CEAF)

-Tribunal de Justiça Desportiva da Paraíba  (TJD/PB)

-Dirigentes de clubes paraibanos, entre eles, Campinense Clube, Botafogo-Pb, Treze, CSP.

 

(Foto2:Reprodução Polícia Civil)

 

O QUE ACONTECE AGORA?

 

Sendo assim o clube que afirma, que apesar de não ter recebido nenhuma notificação da justiça, já tem um novo mandatário para time rubro-negro. Félix Braz ou Felinho como é conhecido entre os raposeiros já foi empossado e assume o clube até 2019. Félix já chegou afirmando que seguirá a política utilizada por William e que a maioria das decisões tomadas anteriormente serão mantidas.


 

(Foto: Divulgação Campinense Clube )


 

A EXPECTATIVA DA TORCIDA

 

O que nós torcedores do Campinense queremos é respeito a nossa história e a nossa torcida. Que tudo seja esclarecido e que nosso futebol possa respirar livre de corrupção. Futebol se joga e se ganha na raça, não precisamos de armações ou trapaças, precisamos sim de bons profissionais que honrem nosso manto sagrado e nossa história.

O Campinense Clube  é muito maior do que tudo isso.

 

Por: Klebia Costa.