AI AI AI TÁ CHEGANDO A HORA…

 

É nesta quarta-feira (12), o dia mais esperado por toda nação rubro-negra. O Clube Atlético Paranaense enfrenta às 21h45 horário de Brasília a equipe Júnior Barranquilla, na grande final da Copa Sul-Americana. Na primeira partida do duelo, as equipes empataram pelo placar de 1x1.


(Foto: Atlético-PR oficial)

O “EL PARANAENSE” precisa apenas de uma vitória simples para garantir o título inédito da competição continental. Caso o empate se repita, a partida irá para a prorrogação e se continuar tudo igual a disputa será nos pênaltis. Na final da competição, o gol marcado fora de casa não é critério de desempate.


 

O MELHOR EM TODA COMPETIÇÃO

 

O “EL PARANAENSE” tem a melhor campanha da competição, dos onze jogos disputados, o rubro-negro levou a melhor em oito partidas, sofreu duas derrotas e empatou uma vez. Também somos donos do melhor ataque da competição com vinte e um gols marcados contra seis sofridos.

 

O JOGO MAIS IMPORTANTE DA NOVA ARENA

 

O rubro-negro entra em campo sabendo da importância dessa partida, busca o título e fazer história no jogo mais importante da nova Arena da Baixada. Pois em 2001 conquistou o título brasileiro em São Caetano e em 2005 quando chegou a final da Copa Libertadores da América o furacão disputou o primeiro jogo (que era seu mando) em Porto Alegre, pois a Arena da Baixada ainda não tinha a capacidade exigida pela Conmebol.

 


(Foto Albari Rosa)

 

EXPECTATIVA DE RECORDE DE PÚBLICO E MUITA FESTA

 

Ontem a diretoria do Clube Atlético Paranaense e da principal organizada do clube Torcida Os Fanáticos, assinaram um termo de conduta para essa partida, e em comum acordo, a festa está liberada. Adereços como faixas, bandeiras e bateria estão liberados no setor onde a torcida insiste em ficar.

Torcedores prometem fazer da Arena da Baixada e ao redor da mesma um verdadeiro Caldeirão. Está marcado para ás 19:30h horário de Brasília o “CALDEIRÃO DA RUA” onde milhares de torcedores irão se encontrar com sinalizadores vermelhos para recepcionar toda equipe rubro-negra.

 


(Foto: 98fm)

 

O Clube Atlético Paranaense anunciou a venda de mais de quarenta mil ingressos, esse público marcará o recorde de público da Arena da Baixada.

A festa será linda, digna de uma final continental, digna da maior e mais apaixonada torcida do estado.

 

ALÉM DO TÍTULO, VALE O PLANEJAMENTO DE 2019

Conquistando o título da Copa Sul-Americana, o ano de 2019 do Furacão será de muita disputa, pois o rubro-negro além de garantir vaga para a Libertadores da América; está diretamente na final da Recopa contra o River Plate, o atual campeão da Copa Libertadores da América e por fim disputará no segundo semestre de 2019 a Copa Suruga que é disputada no Japão.

 

TÉCNICO DE GUERRA TIME DE GUERREIROS

Chegamos a essa final da competição graças a raça do nosso time guerreiro e do nosso técnico “de guerra”. Tiago Nunes tem o perfil diferenciado de maioria dos técnicos atuantes no Brasil em 2018. Seu jeito “calmo” mas muito observador, transmite aos jogadores calma e muita raça. O técnico sabe das dificuldades que enfrentaremos e do potencial que o time adversário tem, mas conhece seus jogadores, sabe que seu time de guerra pode fazer história, conseguir o título inédito para o Atlético. Nunes durante toda temporada, costumava dizer que o que falta no rubro-negro é títulos, pois temos uma nação de torcedores apaixonados, temos estrutura para conquistar títulos. E assim que o time entrará em campo amanhã, confiante, indo para cima do adversário em busca desse título inédito.

O técnico de guerra deve levar a campo o time que já estamos acostumados a ver em campo. Pablo provavelmente não ficará de fora, pois treinou normalmente durante a preparação para essa partida. O atacante comentou sobre jogar essa importante partida em casa:

Sabemos do nosso potencial, da nossa força dentro de casa, com o apoio da nossa torcida. Temos tudo para fazer um grande jogo e, se Deus quiser, sairemos campeões.” afirmou Pablo.

A provável escalação do Furacão das Américas é: Santos; Jonathan, Thiago Heleno, Léo Pereira e Renan Lodi; Bruno Guimarães (Wellington), Lucho González e Raphael Veiga; Nikão, Marcelo Cirino e Pablo.

 

VAMOS LUTAR POR MAIS ESSA TAÇA, VAMOS RUBRO NEGRO COM GARRA E COM RAÇA, NÃO PARA DE LUTAR!!!!!!!!!

 

Por Aline do Valle