AINDA ESTAMOS VIVOS!

 

 

(Foto: Cam1sa Do2e/Fael Lima e Gabriel Alves)

 

O Galo, no último jogo, conseguiu uma vitória pequena, porém importante, que deixou o time ainda mais vivo em busca da tão sonhada vaga para a Libertadores.

O elenco e a torcida atleticano já vivem a expectativa do jogo contra o Bahia, sábado (17), na Arena Independência às 21h, horário de Brasília, pela 35ª rodada do Brasileirão.

É de suma importância jogar bem e conquistar os três pontos, afinal três times segue atrás do mesmo objetivo do Galo, conquistar a vaga para a Libertadores (Cruzeiro 49 pt, Atlético Paranaense 47 pt e Santos 46 pt). O Cruzeiro, por vez, já tem participação garantida na Libertadores 2019, por ganhar a Copa do Brasil. Ou seja, não dá pra perder pontos, todos eles podem fazer a diferença no final.

Na tarde desta sexta-feira (16), às 16h30, na Cidade do Galo, o técnico Levir Culpi comanda o primeiro e único treino para o confronto contra a equipe baiana.

Para a partida, o treinador contará com a volta do atacante Ricardo Oliveira e do volante Adílson, que cumpriram suspensão na última rodada. O desfalque por vez será o lateral-direito Emerson, que recebeu o terceiro cartão amarelo e está suspenso. Chará, por sua vez, que foi desfalque na capital paranaense em razão de dores no adutor da coxa direita. Ele segue em tratamento e será reavaliado nesta sexta-feira.

 

Retrospecto entre Atlético-MG e Bahia
 

Desde 1971, o Atlético já enfrentou o Bahia 37 vezes, isso em partidas válidas pelo Brasileiro. O retrospecto por vez é melhor para o time mineiro que venceu em 16 ocasiões, 14 empates e sete vitórias para os baianos.

No primeiro turno, o time mineiro poderia ter saído com a vitória, na Fonte Nova. O Galo chegou à marca de 2x0 com gols de Matheus Galdezani e Ricardo Oliveira, mas o Bahia empatou com Gilberto e Régis, já nos acréscimos (fonte: UOL). Dessa vez queremos que a partida seja diferente, queremos os 3 pontos.

O provável Atlético para enfrentar o Bahia deve ter: Victor; Patric, Leonardo Silva, Iago Maidana e Fábio Santos; Adilson, Elias; Cazares, Luan (Tomás Andrade), Chará (David Terans); Ricardo Oliveira.

A partida terá a arbitragem de Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza(CBF-SP) auxiliado por Anderson José de Moraes Coelho(CBF-SP) e Bruno Salgado Rizo(CBF-SP).

 

ATÉ O APITO FINAL TUDO PODE ACONTECER!

Por Elluh Ferreira