Alegria pela volta de Victor aos gramados, amargura por perder dentro de casa

Neste domingo o Atlético MG recebeu o Tricordiano no Horto, com o time reserva e a volta de Victor, o time da capital não conseguiu evitar a derrota dentro de casa.

O Atlético até saiu na frente com Cazares marcando de pênalti, mas o time não entrou com toda aquela motivação e não evitou a derrota para o Tricordiano que se salvou do rebaixamento no Campeonato Estadual.

 

Foto: Bruno Cantini

 

O Atlético que pouco assustava, com um monte de passes errados desencantou aos 26 minutos, Cazares cobrou a falta na área, Tiago foi agarrado e o juiz assinalou o pênalti, Cazares mesmo converteu e marcou o gol para  o time alvinegro.

Tricordiano que precisava vencer para não ser rebaixado, assim que tomou o primeiro gol, ligou o sinal de alerta e foi com tudo pra cima do Galo, o time de Três Corações apostou muito nas bolas de fora da área, aproveitando que  Victor estava voltando de lesão para tentar levar perigo ao gol atleticano, mas o goleiro alvinegro defendeu as bolas facilmente. Mas exatos seis minutos depois, numa jogada de Marquinhos para Juninho que arrancou pela direita deixando Mansur para trás e chutou novamente  para Marcinho que finalizou batendo em Carlos César, tirando assim o goleiro Victor da jogada e empatando o jogo. Depois do gol de empate o time de Diego Aguirre reagiu, Pablo de cabeça, Clayton e Carlos César de fora da área levaram perigo.

 

A etapa complementar começou e já começou com pênalti a favor do Tricordiano, com um erro de passe do Donizete, o time de 3 Corações saiu em contra-ataque, Leo Guerreiro dominou livre na área e foi agarrado por Leandro Donizete, juiz assinalou o pênalti, Juninho  bateu e virou o jogo, o time visitante continuou com a pressão e aos 8 minutos o terceiro gol veio, Marquinhos dominou a bola perto da linha de fundo, teve espaço de Carlos César e tentou cruzar, mas a bola acabou morrendo no fundo das redes, fazendo assim um lindo gol.

Vendo a situação, Diego Aguirre mudou o time, o que era preciso, tirou Mansur e colocou Robinho, mudando o esquema o time e Lucas Cândido passando para o lado esquerdo. A mudança surtiu efeito e o Galo cresceu em campo novamente, Robinho, Edcarlos e Clayton tiveram ótimas chances mas pararam na ótima atuação do goleiro Marcão, que defendeu todas.

No penúltimo lance, após cruzamento, a bola sobrou limpa para Robinho marcar e diminuir: 2 a 3. Na saída de bola, o time de Três Corações saiu jogando, Arnold arrancou livre e marcou para fechar o placar: 2 a 4.

Com o resultado,  o Atlético irá enfrentar a URT na semifinal, os confrontos irão acontecer no próximo fim de semana.

 

ATLÉTICO 2 X 4 TRICORDIANO

 

ATLÉTICO

Victor; Carlos César, Edcarlos, Tiago e Mansur (Robinho); Lucas Cândido, Leandro Donizete, Eduardo e Cazares; Pablo (Capixaba) e Clayton

Técnico: Diego Aguirre

 

TRICORDIANO

Marcão, Rodrigo Paulista, Nilo, Bruno Costa e Marquinhos; João Paulo, Júnior Lemos, Bruno Mineiro e Juninho (Arnold); Marcinho (Diogo Capela) e Léo Guerreiro (Dinei)

Técnico: Paulo César Catanoce

 

Gols: Cazares, aos 26, e Marcinho, aos 32 minutos do primeiro tempo; Juninho, a 1, e Marquinhos, aos 8, Robinho, aos 49, e Arnold aos 50 minutos do segundo tempo

Cartões amarelos: Pablo, Leandro Donizete, Victor (ATL); Rodrigo Paulista (TRI)

 

Motivo: 11ª rodada do Campeonato Mineiro

Estádio: Independência

Público pagante: 7.662

Renda: R$ 111.260,00

Árbitro: Felipe Fernandes Lima

Assistentes: Ricardo Júnio de Souza e Magno Arantes Lira

 

Eduarda Moreira