ALERTA LIGADO

 

Neste domingo (06), o Sport Club Internacional perdeu de 2 a 0, para o Flamengo, no Maracanã, e aumentou a preocupação da torcida, que revive o drama das duas últimas temporadas.

Internacional perde de 2 a 0 para o Flamengo, no Maracanã (Foto: Site oficial do Sport Club Internacional)

O Colorado viajou até o Rio de Janeiro, e entrou em campo com Danilo Fernandes, Fabiano, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta, Iago, Rodrigo Dourado, Gabriel Dias (Brenner), William Pottker, D’Alessandro, Patrick e Leandro Damião (Lucca).

A etapa inicial foi fraca, parecia um treino. O Flamengo se impôs diante da sua torcida, e pressionou o Inter em todo o seu campo de defesa. No entanto, a única chance de perigo do rubro negro foi aos 21 minutos, com Rodinei, que arriscou após uma confusão na pequena área, mas Danilo Fernandes conseguiu pegar.

E apesar da pressão, o Colorado foi quem teve mais chances nos primeiros 45 minutos. Aos 12 minutos, Fabiano cruzou cirurgicamente na cabeça de Damião, que soltou uma bomba para baixo, mas Diego Alves fez milagre. Depois, já no finzinho, nos 45, Pottker foi quem cruzou na cabeça de Damião, mas o goleiro anfitrião pegou novamente.

Na segunda etapa, as duas equipes retornaram sem alterações. Os donos da casa voltaram com sede de vitória, e logo aos 9 minutos Geuvânio quase abriu o placar. Aos 22, Paolo Guerrero cobrou falta, e tirou tinta da trave.

Daí só deu Fla. Aos 25 minutos, Lucas Paquetá cobrou falta em cima da barreira, e na volta o meia chutou com força, a bola desviou em Lucca, e não deu para Danilo Fernandes. Pouco depois, aos 41, Everton Ribeiro fez fita, limpou a defesa colorada, e mandou a bola para o fundo do gol, fechando o placar. Aos 47, Iago ainda tentou descontar para o Inter, mas a estrela de Diego brilhou mais forte.

 

No final da partida, o Técnico Odair Hellmann desabafou, e assumiu os problemas da equipe:

 

- Foi um jogo difícil. No primeiro tempo, criamos situações de gol. Estava controlado. No segundo tempo, não. Você perde a bola na transição, volume, e acaba tendo mais dificuldade. O gol saiu em uma bola parada. A bola não entrou, mas o Paquetá pegou a sobra. O segundo saiu com um a menos. Temos que continuar com volume de produção para que, daqui a pouco, nossas bolas entrarem. Precisamos ter convicção e melhorar este aspecto. A estratégia não era só contra-ataque. Treinamos muito transição, dar opção, desde o início do ano. Eu optei por um jogador de marcação para ter um meio mais fortalecido. Durante o processo do jogo, o Leandro Damião sentiu um desconforto e precisei trocar. A ideia era fazer outra troca, mas não tivemos essa possibilidade. Não era ficar só atrás. Tentamos, não conseguimos. No segundo tempo, conseguimos só nos últimos 5 minutos.

 

Técnico Colorado desabafa após a partida (Foto: retirada da internet)

Com a derrota, o Colorado segue na 13ª posição da tabela, com 4 pontos conquistados,tirando o sono do torcedor. Na próxima rodada, a equipe enfrentará seu maior rival, Grêmio, que está em sua melhor fase. A partida ocorrerá no sábado (12), às 16h00, na Arena.


 

Melina Bölner.