Análise pós jogo Fla-Flu

  Clássicos são, geralmente, jogos cheio de tensão e emoção.  Um Fla-Flu é um clássico cheio de tradição.  Um dos maiores do Brasil. Mas, ao contrário do que eu previa, o clássico começou tranquilo, pelo menos para os rubro-negros. Flamengo atacando, dominando o jogo. E para quem já sofreu muito com o Flamengo nesse ano, um começo de jogo assim é lindo. O time tinha maior volume de jogo, forçando o Cavalieri a fazer defesas difíceis.

  Até que a insistência deu certo, aos oito minutos, o Mengão abriu o placar com o Sheik. O gol comfirmou duas coisas: a superioridade do Mengão no jogo e a deficiência da nossa arbitragem. No lance, Wallace claramente colocou o braço na bola. Comemorar um gol do seu time é legal, mas quando você tem consciência de que o lance não foi correto é chato.

  O Flamengo não tinha nada a ver com isso e continuou colocando pressão. Aos 13 minutos, Kayke recebeu um belo passe de Pará e chutou cruzado pra ampliar o placar e o sorriso dos flamenguistas. Mas estava fácil demais. 

 Já estava estranhando tanta facilidade, até que o Mengão voltou a ser Flamengo e voltou a deixar a torcida sentir um sufoco. O Fluminense,  que finalizou pela primeira vez aos 45 do primeiro tempo, acordau no segundo. Não que o Flamengo tenha piorado, mas o time viu o Flu começar a gostar do jogo, até que o Samir resolveu dar um abraço no jogador do Flu. Abraço é algo fofo, mas dentro da área, com a bola rodando é pênalti. E aí, o Flu diminuiu o placar e aumentou o meu sufoco. Afinal, já havia cansado de ver o Flamengo abrir 2 a 0  e ceder empate e até a virada.

Mas aí, o Flamengo resolveu se espertar e criar chances de gol novamente. E nessas investidas, saiu o terceiro gol. Paulinho, aos 22 minutos. Ufa!

O Fluminense tentou colocar um time mais ofensivo com o Wellington Paulista e Jerson, mas o Mengão estava mais tranquilo no jogo e segurou o placar.  Paulo Victor fez duas belas defesas, e nos fez ficar mais tranquilos. No final o Flu ainda ensaiou uma pressão, mas o dia era realmente do Flamengo.

Vencemos o jogo, fomos superiores durante boa parte da partida e engatamos a quarta vitória seguida. Agora estamos na sexta colocação, com  35 pontos,  três a menos do que o São Paulo, com 38, quarto colocado. O G4 é logo ali.

 

Camila Leonel