ANDAR COM FÉ EU VOU...

 

Com vitória magra, Barcelona bate o Bilbao por 1x0 e segue na briga pelo título

 

Eu vendo os jogos do Barcelona

Foto: Divulgação/Internet

 

Que partida assustadora, que primeiro tempo mais feio que bater em mãe. O Barcelona está vivendo esse resto de La Liga a base de aparelhos. 

Nesta terça-feira (23), a equipe Culé entrou em campo pela 31a rodada contra o Athletic precisando vencer para continuar na briga pelo título. A escalação de Setién até que agradou grande parte da torcida. Faltou dar a titularidade para Ansu Fati e Riqui Puig, porém parecia que o time ia fluir nessa partida e só de deixar Rakitic (jamais criticado) no banco, já foi um grande avanço.

Quando a bola rolou, a pouca confiança na equipe já foi indo por água abaixo. O Barcelona encontrou uma defesa muita boa do adversário, impossibilitando que a equipe da Catalunha chegasse com perigo na grande área, além do goleiro Simón fazer uma boa partida.

Esse foi mais um jogo em que o Barça obteve muita posse de bola mas com uma enorme falta de criatividade, parecia até um dejavu...

Ter Stegen continuava salvando na parte defensiva, enquanto Messi praticamente jogava sozinho. O argentino chegou a dar um passe "açucarado" para Suárez, que perdeu a chance de abrir o placar. A equipe Culé brincava de pecar nas finalizações e a equipe visitante levava bastante perigo quando subia ao ataque. 

A fase Culé no primeiro tempo e a zika em Messi para sair o gol 700 é tanta, que até bola na arquibancada o argentino isolou. Já está na hora de jogar sal grosso em todo mundo porque olha, fácil não "tá".

Acabamos o primeiro tempo com um Barcelona que pouco criou no jogo, com Messi sendo o único a buscar a partida novamente, mas estava bem marcado pelos jogadores adversários e com Suárez e Griezmann bem apáticos. Nossa única salvação seria um milagre no segundo tempo..

 

La Masia é o futuro

Foto: Site Oficial Barcelona


 

Já na segunda etapa, Setién mostrou que faria mudanças louváveis na equipe quando colocou Ansu Fati e Puig no ataque. Mas nas quatro linhas já estávamos passando raiva com Suárez, que tentou resolver tudo sozinho ao tentar passar pela marcação de Núñez, mas acabou sendo desarmado pelo mesmo e com Griezmann que recebeu um belo passe de Messi, ficando cara a cara com Simón, mas acabou finalizando no peito do goleiro do Athletic.

A primeira mudança da equipe foi a entrada de Puig, que vem pedindo titularidade há anos, no lugar de Arthur. 

O Barcelona continuava procurando espaços para balançar as redes, mas parava sempre na boa defesa do Bilbao. A outra mexida do Barcelona foi a entrada de Rakitic e Fati nos lugares de Busquets e Griezmann, e foi aí que a partida mudou. 

Ansu Fati precisou de menos de um minuto em campo para fazer bem mais que o Griezmann em toda a partida; alô Atlético, a proposta de pegá-lo de volta ainda está de pé.

O jogador quase abriu o placar em uma cabeçada após uma cobrança de escanteio feita por Messi. A mudança no Barça já era perceptível, e foi na insistência que saiu o gol da vitória.

O lance começou com Lionel Messi sendo travado na hora do chute, a bola sobrou para Rakitic, que devolveu para o camisa 10, mas acabou recebendo de volta dentro da área e mandou para o gol. É isso mesmo, tivemos gol de Rakitic, o primeiro do croata na temporada, amém senhor!!

Mesmo com o gol marcado, o Barcelona continuava encontrando dificuldades para sair jogando, ainda teve a chance de ampliar o placar com Suárez, mas a bola do camisa 9 acabou sendo desviada para escanteio.

A grande esperança da tarde era o gol 700 de Lionel Messi, mas infelizmente a marca foi adiada para a próxima partida. Oportunidades não faltou, o camisa 10 recebeu a bola em alta velocidade, finalizou com perigo mas acabou mandando para fora. 

O Barça ainda teve oportunidade de ampliar com Ansu e Messi novamente, mas todas sem sucesso. E depois de 5 minutos de acréscimo bastante sofridos para toda a torcida Culé, o árbitro terminou a partida com uma vitória sofrida, merecida e sem ajuda de juiz. 

 

Rakitic fazendo gol e jogando bem

Foto: Divulgação/Internet

 

Graças a Deus não precisa jogar bonito para vencer, e que bom que temos o segundo tempo. Vitória sofrida, com pouca criatividade Culé, mas extremamente merecida e necessária.

Com esse triunfo seguimos na luta pela título, que vai ser baseado no ódio e desespero se a equipe continuar jogando assim, com grandes dificuldades para criar.

Setién:

"Ansu e Riqui estão aumentando a chance de ter mais minutos. Às vezes há dúvidas sobre a contribuição desses rapazes em jogos importantes, mas a verdade é que eles estão indo muito bem.”

 

As entradas de Riqui Puig e Ansu Fati mudaram bastante o jogo para o Barcelona, dando uma outra cara para a equipe, jogando bem mais que muitos titulares que só não vão para o banco por conta de panela. 

A La Masia segue salvando o Barça!

Outro jogador que foi bem na partida foi o Busquets. Espero que continue assim no restante desses jogos. 

E mais uma vez Ter Stegen teve boa atuação e bateu uma grande marca. O goleiro está há 5 partidas sem sofrer gols pelo campeonato espanhol, sendo um recorde de jogos seguidos do goleiro alemão sem permitir gols ao adversário pela liga. Simplesmente Muralha Alemã!!

Setién comentou sobre a provável saída de Arthur e sobre interferir dentro de campo:

 

"Conversaremos com Arthur para focar no que deve ser focado. Os rumores afetam qualquer jogador e eu imagino que seja isso que está acontecendo. Precisamos de todos os jogadores e Arthur está incluído nessa lista."

 

Chega a ser inacreditável o Barcelona pensar em trocar o Arthur, e é claro que vão se arrepender disso no futuro.

O jogador tem apenas 23 anos, e teve o azar de estar no clube com essa gestão bastante bagunçada. A "diretoria" não leva em conta a diferença de idade e o que ele ainda pode render é bastante, pena que não temos planejamento nenhum. Que Deus nos abençoe na Era pós Messi. 

E por falar em Messi, o argentino atingiu a marca de 250 assistências pelo Barcelona em todas as competições, D10S!! 

 

Foto: Site Oficial do Barcelona

 

Voltamos a campo no sábado (27), contra o Celta de Vigo às 17:00 (Horário de Brasília), fora de casa. Seguimos na luta onde cada jogo é uma final, visca!!

 

Pero nunca dejaré de ser del Barça. La decepción es temporal, el amor por ti es eterno!!  

 

¡Visca El Barça!

Por: Thais Santos

 

*O BlogMec esclarece que os textos trazidos nesta coluna não refletem, necessariamente, a opinião do Blog.