ANTES DA ARGENTINA, MAIS UMA VITÓRIA NO GAUCHÃO

Libertadores. O pensamento do torcedor gremista esta voltado para ela. O trabalho técnico e tático do time principal do Tricolor a tem como objeto principal. A imprensa do Rio Grande do Sul está atenta para todos os fatores que podem interferir para o Grêmio e seus adversários. Entretanto, em meio a essa overdose de campeonato continental, tem o Campeonato Gaúcho, e na 9° rodada do estadual, os reservas do Grêmio garantiram 3 pontos para o Tricolor.

A equipe alternativa montada pelo técnico Roger Machado foi até Novo Hamburgo enfrentar o Cruzeiro-RS. O Estrelado era o anfitrião da noite, mesmo fora de sua casa. O que ocorre é que desde 2011 o Cruzeiro vem atuando em estádios alugados como mandante, visto que sua sede mudou de local, mas o clube não consegue dar andamento às obras do novo estádio. Porém, o time sentiu-se em casa e atrapalhou os planos do Grêmio no primeiro tempo de partida.

Aos 24 minutos da etapa inicial, em uma cobrança de lateral, a bola foi colocada de forma alta na área de ataque do Cruzeiro e acabou sobrando para Caion, que cabeceou e abriu o placar para os mandantes. Mas a resposta Tricolor veio imediatamente. Logo após a saída de bola, o lateral Marcelo Hermes fez ótimo lançamento para Pedro Rocha pela esquerda. O atacante não hesitou ao invadir a área e chutar cruzado para igualar a partida.

(Foto: Lucas Uebel  / Grêmio FBPA)

A virada Tricolor ainda chegaria no primeiro tempo, e partiu dos pés de um dos destaques desse time reserva. Lincoln, o atleta de 17 anos que aparece cada vez mais entre o grupo principal gremista, cobrou uma falta precisa para o gol de cabeça de Bobô. A partir daí, o Grêmio soube administrar a vantagem física e técnica sobre o Cruzeiro, sem levar maiores sustos.

Já no segundo tempo, o visitante da noite de sábado ampliou o placar através de uma cobrança de pênalti. Lincoln cobrou a penalidade que ele mesmo sofreu, ao ser derrubado por Rodrigo Heffner quando se preparava para finalizar. Com uma cobrança alta no meio do gol, não deu chance de defesa ao goleiro Audrey. Com a vitória por 3 a 1, o Grêmio se manteve na 3º posição da tabela classificatória, agora com 19 pontos.

Aos olhos do treinador Roger, o resultado de sua equipe reserva pode ser considerado um ponto positivo que também reflete nos compromissos da equipe principal. Pois o aperfeiçoamento técnico e tático obtido em atuações como a de sábado municiam o comandante de uma forma mais segura quando este precisar fazer reposições no time. Além das opções apresentadas, Roger também afirmou que a vitória, mesmo sem a presença de titulares, faz com que o grupo todo viaje com um bom astral para a Argentina.

(Foto: Lucas Uebel  / Grêmio FBPA)

Sim torcedor, o país vizinho é o destino do Tricolor nesse domingo. Na terça-feira, o Grêmio fará a partida de volta da primeira fase da Libertadores contra o San Lorenzo. Após o empate por 1 a 1 na última quarta-feira (09/03) na Arena, uma derrota para os argentinos é um resultado nem cogitado. O Tricolor quer a vitória. Sabe que não será nem um pouco fácil ter um bom desempenho na casa do adversário, mas afirma que trabalhou para isso. E para os torcedores, resta apoiar. O que se viu no jogo de sábado, é que a vitória sobre o Cruzeiro foi comemorada, mas o desafio contra o San Lorenzo não saiu um instante do pensamento de cada gremista.

Cíntia Menzono