Aos gritos de 'queremos jogadores', Sport empata com o Botafogo na Ilha do Retiro

"Esse aqui não é o Sport, o Sport é outro." Foi com essas palavras que o ídolo Magrão saiu de campo neste domingo (22) após a partida contra o Botafogo na Ilha do Retiro. Foi uma das piores atuações que vi no Sport em muitos anos. Futebol sofrível, desorganizado, horroroso 

 

Foto: Rafael Martins

 

Era o jogo do 'recomeço' após um período difícil e quatro partidas sem saber o que é vencer. Um jogo em casa, com ingressos promocionais para a torcida e todo o elenco a disposição do técnico Oswaldo de Oliveira.  

 

Oswaldo de Oliveira optou por manter praticamente a mesma formação que havia estreado contra o Flamengo, tendo apenas Serginho como novidade, substituindo Rithely, suspenso. Com isso, o meia Gabriel Xavier seguiu fazendo a função de um segundo volante.  

Nos primeiros 20 minutos, o Sport pressionou o Botafogo no campo de defesa, sendo melhor em campo, mas com o problema de sempre: finalização. 

 

Apesar dos problemas, o placar foi aberto aos 16 minutos. Após cruzamento na área, o goleiro Helton Leite se chocou com Vinícius Araújo, com a bola sobrando para Diego Souza balançar as redes, no seu jogo de número 87 pelo Leão. Sete minutos depois, em jogada parecida, o Botafogo se salvou de tomar o segundo gol de uma forma I-N-A-C-R-E-D-I-T-Á-V-E-L! Vinícius Araújo evitou o gol do Sport em cima da linha. 

 

Aos poucos, o Botafogo passou a gostar do jogo e começou a  aproveitar a marcação frouxa do Sport, que com a improvisação de Gabriel Xavier recuado cai muito de rendimento. Aos 28, após uma falha geral da defesa o volante Fernandes empatou, dentro da pequena área. 

Vaias da torcida na descida para o vestiário. Algo que vem sendo comum este ano.  

 

Na volta para o segundo tempo, o técnico Oswaldo de Oliveira tirou Lenis para a entrada do garoto Everton Felipe. Porém, a etapa começou da mesma forma como havia terminado a primeira, com o Sport marcando à distância e o limitado Botafogo levando perigo.  

 

Aos 10 minutos, Oswaldo de Oliveira mexeu novamente no time, colocando em campo o centroavante Túlio de Melo e tirando Vinícius Araújo. O problema ofensivo do Sport, no entanto, não apenas de finalização, mas sobretudo de criação, que continuou com Everton Felipe em campo, apesar da sua disposição 

 

Aos 26 minutos, Luiz Antônio entrou na vaga do apagado Mark González e Gabriel Xavier voltou a atuar na sua função característica, e melhorou a situação. Tanto na parte ofensiva, quanto na defensiva. Com os cariocas perdendo a chance da vitória com Anderson Aquino isolando, aos 36 minutos, com liberdade e de frente para MagrãoNos minutos finais, Túlio de Melo também pararia nas mãos de Helton Leite. 

 

Segue o jejum do Sport. As vaias. E a crise. 

 

"O que acontece é falta de confiança e isso interfere diretamente na consequência do jogo e acaba interferindo no equilíbrio da equipe. Já tinha visto acontecer com algumas equipes. Estávamos sem fazer gols há muito tempo e quando fizemos o time deu uma relaxada, como se o pessoal tivesse sentido uma sensação de dever cumprido prematuramente. E isso interferiu depois com o gol de empate do Botafogo. A partir daí desandou. O que nós programamos nos treinamentos foi o que vimos até os 20 minutos do primeiro tempo", disse Oswaldo de Oliveira na coletiva de imprensa pós jogo. 

 

Ficha do jogo 
 
Sport 1 
Magrão; Samuel Xavier, Henriquez, Durval e Renê; Serginho, Gabriel Xavier, Diego Souza, Mark González e Lenis (Éverton Felipe); Vinícius Araújo (Túlio de Melo). Técnico: Oswaldo de Oliveira. 
 
Botafogo 1 
Helton Leite; Emerson Silva, Joel Carli (Émerson Santos), Luís Ricardo e Victor Luís; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Fernandes e Leandro; Ribamar (Anderson Aquino) e Neílton. Técnico: Ricardo Gomes. 
 
Local: Ilha do Retiro. Árbitro: Vinícius Furlan (Fifa-SP). Assistentes: Marcia Bezerra Caetano e Alex Ang Ribeiro (ambos de SP). Cartões amarelos: Gabriel Xavier, Durval (S), Bruno Silva, Luís Ricardo (B). Gols: Diego Souza (16 min do 1º), Fernandes (28 min do 1º). Público: 6.117 Renda: R$ 131.910 

 

Na próxima rodada, o Sport viaja até Porto Alegre para encarar o Internacional. A partida acontece no estádio Beira-Rio. O time colorado venceu o São Paulo neste domingo e ocupa a quinta posição, com quatro pontos somados, enquanto os leoninos estão em 18º, na zona de rebaixamento, com apenas um ponto. 

 

Beatriz Cunha