APAGÃO ALVINEGRO...

 

 

Pane geral na Arena Castelão na noite desta terça (13) na partida entre Ceará x Santa Cruz...

De um primeiro tempo superior a uma etapa complementar desastrosa, de virada, o Vovô perdeu para o Santa Cruz por 1 x 3, desperdiçando a chance de entrar no G4 e saiu de campo sob fortes vaias dos poucos que ficaram na Arena até o apito final.

 

Fonte: Globo Esporte

Queria começar esse pós jogo com justificativas do que aconteceu, mas foi indescritível a atuação do Ceará no segundo tempo da partida. E mais uma vez, por mais um ano, conseguimos complicar os jogos “fáceis”, os jogos “óbvios”, principalmente os jogos em casa.

A torcida alvinegra conhece essas histórias, e nos peçam tudo, menos calma... Não quero ter calma até o final da temporada onde sempre acabamos com nada, quero que o que foi visto ontem no Castelão não se repita em hipótese alguma.

Jogo

O Ceará iniciou a partida mostrando superioridade, acuou o Santa Cruz, parecia aquele jogo que a vitória estava garantida. Logo aos dois minutos, Magno Alves recebeu de Romário e quase marcou, por milímetros a redonda não entrou. Depois, novamente Magnata quase abriu a contagem e dessa vez Julio Cesar quem parou nosso atacante.

O Santa nada assustou na etapa inicial, e o Vovô seguiu pressionando, aos 27’ Valdo que entrou no lugar do machucado Luiz Otavio, após cobrança de escanteio batida por Romário, serviu Pedro Ken e o meia marcou seu primeiro tento com a camisa do Ceará.

 

Fonte: Esportes O Povo

No segundo tempo, a Cobra Coral já veio com mais ousadia, Adriano Teixeira trabalhou bem o psicológico dos seus jogadores no vestiário e eles buscaram a virada, e infelizmente, conseguiram, para alegria do treinador interino.

Aos 16’ o empate, Léo Lima, calmo, de cobertura igualou o marcador. Os donos da casa tiveram várias chances nos contra ataque que o visitante deixava aberto, já que eles estavam decididos em bombardear à meta alvinegra, mas o Vovô desperdiçou as chances que apareceram, incompetência, falta de comunicação e até falta de humildade dos jogadores faziam com que as chances fossem literalmente colocadas para fora.

Aos 23’ Roberto colocou uma bola na trave e o clichê quem não faz leva fez jus ontem, dois minutos depois Bruno Paulo foi mais eficiente e não perdeu a chance de virar a partida.

 

Foto: Mauro Jefferson/CearaSC.com

Givanildo fez as alterações, colocou Felipe Menezes no lugar de Richardson (alteração não aprovada pela torcida que vaiou, e vaiava mais ainda quando Felipe tocava na bola), Pio na vaga de Pedro Ken e Arthur no posto de Rafael Carioca, substituições que não surtiram efeito e sem muito trabalho, aos 35’ Ricardo Berna fez o terceiro, fechando a contagem na Arena, e fazendo com que as vaias ecoassem no estádio para a catastrófica derrota Alvinegra.

E quase saia um gol contra de Rafael Pereira para aumentar a vergonha.

Com o resultado quem entrou no G4 foi o Santinha com 12 pontos, o Ceará caiu duas posições e está em décimo com 10 pontos.

Próximo confronto do Alvinegro é contra o Luverdense também no castelão às 20h30.

Apesar de tudo, estarei lá no mesmo local de sempre... Por Amor e com Amor.

 

Priscylla Lima.