APAGÃO NA FONTE NOVA: BAHIA PERDE PARA O GRÊMIO, PERMANECE NA ZONA DE REBAIXAMENTO E TEM TÉCNICO DEMITIDO


(Foto: Instagram Esporte Interativo)

 

Neste domingo (03), o Bahia perdeu em casa para o Grêmio, pelo placar de 2 a 0. A partida aconteceu na Arena Fonte Nova, às 16h. Um jogo marcado por inúmeras faltas, distribuição de cartões amarelos e lances duvidosos.

 

O jogo!

Logo no início da partida, o Grêmio já pressionava a equipe baiana. Aos 10’, Lucas Fonseca cometeu falta dentro da grande área e juiz marcou pênalti. Maicon cobrou no canto de direito do goleiro Douglas, que fez uma bela defesa, porém no rebote, Maicon acertou o pé no canto contrário e não desperdiçou a oportunidade, abriu o placar para Grêmio. O Tricolor baiano até tentou reagir, mas não conseguia penetrar na zaga gremista. A equipe visitante também ameaçou algumas vezes, mas parava nas mãos do goleiro Douglas ou nos pés dos zagueiros.

O Esquadrão teve uma sequência importante no ataque, isso aconteceu entre 35 aos 40’, onde o Bahia chegou a várias oportunidades seguidas, porém não conseguia finalizar. O tempo passava e o nervosismo aumentava, a torcida impaciente e os jogadores sem acertar o pé.

 


(Foto: Felipe Oliveira | ECBahia)

 

No início do segundo tempo, o tricolor já começou com uma ótima oportunidade com a cobrança de falta de Zé Rafael, mas bateu na barreira, Nino aproveitou, mas parou na barreira do zagueiro gremista. Em uma boa sequência de oportunidades, Regis finalizou de fora da área, mas a defesa afastou. Em seguida, Zé Rafael chutou de fora, mas foi pela linha de fundo. O Bahia continuou tentando, mas pecando nas finalizações.

Já nos acréscimos, o tricolor desacreditado, conseguiu piorar a situação. A equipe visitante aproveitou uma falha tricolor e, pela direita, ampliou o placar com Thaciano.

O tricolor sentiu o gol no início do primeiro tempo, e ainda mais contou com algumas marcações duvidosas do trio de arbitragem. Com faltas não marcadas, mão de Bressan dentro da área que não foi marcado pênalti e distribuição de cartões amarelos.

 

Adeus, Guto!

 


(Foto: Site todabahia.com.br)

 

Durante a partida gritos de “Adeus, Guto” se espalharam pela Fonte Nova e com término do confronto, essa grito ficou mais intenso. Guto concedeu entrevista e só falou do jogo, de lances duvidosos da arbitragem e da postura dos atletas.

Ao apagar das luzes, diretores se reuniram com o presidente Belitani e discutiram sobre demissão de Guto, uns queriam esperar a pausa para Copa, outros exigiam a saída urgente. E finalmente, por volta das 21h, foi confirmada a saída de Guto. Em sua segunda passagem pelo Tricolor, comandou 33 jogos (18 triunfos, 9 derrotas e 6 empates). Enquanto não surge outro técnico, o auxiliar Cláudio Prates assume a equipe.

 

Alerta vermelho!

Com apenas 8 pontos, o Tricolor baiano encontra-se na 18ª colocação. O próximo jogo será na quinta-feira (07), às 20h, contra o Paraná. Mesmo com péssimo histórico de partidas fora de casa e com clima tenso, a equipe precisa focar mais e corrigir erros frequentes para vencer o tricolor paranaense para não se complicar mais ainda na tabela.

 

Acorda Bahêêêa!!!! Vamos avante, Esquadrão!! #BBMP

Por Thamires Barbosa