AQUI É SANTA CRUZ! TEM QUE RESPEITAR!

 

No jogo da ida, a festa foi tricolor. Deu cobra coral.

 
 

Não deu outra! Decisão na casa do adversário, o Santa Cruz cresceu assustadoramente, saiu com a vitória e uma valiosa vantagem para a classificação no jogo da volta no mundão do Arruda.

 

Para os desacreditados, a equipe coral mandou um claro recado: podemos chegar!

 

 

unnamed.jpg

Foto: Santa Cruz F.C.

 

 

ESCALAÇÃO

 

Somente poucas horas antes do jogo soubemos que o goleiro Júlio Cesar não entraria em campo, por veto do departamento médico devido irritação nos olhos. O escolhido para substituí-lo foi Jácsson. Sendo assim, iniciamos a partida com Jacsson; Vítor, Anderson Salles, Bruno Silva e Tiago Costa; Elicarlos, David, Pereira, Léo Costa e Thomás; Pitbull.

 

 

O JOGO

 

Jogo pegado desde os primeiros minutos. As duas equipes buscaram incessantemente o gol.

 

A decisão por iniciar a partida com três meias funcionou muito bem. Conseguimos manter maior posse de bola, se comparado com as últimas partidas.

 

Chegamos bem, ameaçando o time adversário, com boas chances de gol no primeiro tempo. A equipe rubro-negra também ofereceu perigo, mas o goleiro Jacsson, em ótimas defesas, aparecia com precisão para defender.

 

E o resultado de um bom primeiro tempo veio aos 31’. Numa jogada de Thomás, que pedalou pra cima de Samuel Xavier e cruzou com perfeição para Léo Costa que cabeceou e colocou a bola para o fundo do gol de Magrão. GOL DO SANTA CRUZ!

 

 

Léo Costa, comemorando o gol que abriu o placar na Ilha.

Foto: Marlon Costa / Pernambuco Press.

 

 

Léo Costa, recém recuperado de lesão e muito questionado pela torcida, havia perdido a titularidade e retornou em grande estilo à equipe principal.

 

O Sport aumentou a pressão, e numa falta irresponsável de Tiago Costa dentro da área do Santa, a arbitragem marcou pênalti para o Sport. Diego Souza bateu e converteu. Tudo igual na Ilha do Retiro.

 

O Santa Cruz voltou com o mesmo time para a segunda parte do jogo.

 

O jogo continuou pegado e diferente do primeiro tempo, o juiz não economizou na distribuição de cartões. David recebeu o primeiro aos 3’, por atrasar o jogo. Matheus Ferraz aos 11’, por parar o contra-ataque coral e Lênis aos 17’, por simular pênalti, ambos são do time do Sport. Na sequência mais dois cartões: Pereira aos 19’, por falta em Ritchely e Jacsson aos 26’, por jogar uma segunda bola no campo.

 

A primeira substituição pela equipe tricolor foi aos 28’, saiu Pereira e entrou André Luís.

 

André Luís entrou na hora certa para armar a incrível jogada individual do gol do desempate. O atleta deixou Halef Pitbull na cara do gol, fez um passe preciso e Pitbull enfiou a bola para o fundo do gol. GOL DO SANTA CRUZ!

 

 

Comemoração do atacante Halef Pitbull.

Foto: Futura Press.

 

 

O atacante não marcava há oito jogos e desencantou em grande estilo. Fez a única comemoração possível: correu para o escudo do Sport, que fica atrás do gol, em frente ao espaço destinado à torcida visitante e imitando um cão, em alusão ao apelido, esmurrou o escudo do maior rival do Santa Cruz e levou a torcida à loucura!

 

O Mais Querido usou suas duas últimas chances de mudança aos 37’ e outra aos 41’. Saíram Thomás e Léo Costa para as entradas de Éverton Santos e Wellington Cézar, respectivamente.

No final da partida, Lênis do Sport, levou o segundo amarelo e foi expulso do jogo.

 

O juiz apontou o centro do campo, final da partida. VITÓRIA DO SANTA CRUZ!

 

 

VANTAGEM E MUDANÇA NO ESQUEMA TÁTICO

 

Com o placar, o Santa pode perder por 1x0 e o placar de 2x1 leva a decisão para os pênaltis. Qualquer empate e a vaga na final é nossa.

 

Sobre a mudança no esquema tático, o treinador Vinícius Eutrópio declara:

 

 

“Eu trabalhei e mudei em cima do que eu vi do adversário. Colocamos um homem em um local do campo que a gente sabia que ia ter posse de bola. Vão ter times que a gente vai ter de agredir mais e vamos ter de modificar. O que eu prezo é qualidade. E meus jogadores do meio para a frente têm essa do jogo até certo ponto, é ótimo qualidade. Se a gente conquistar as vitórias com um time equilibrado, com posse e ter um controle” – trecho extraído do Globo Esporte.

 

 

INGRESSOS PARA PRÓXIMA PARTIDA

 

As vendas de ingressos foram iniciadas na última quarta, com os preços:

 

Arquibancada superior – R$ 15,00;

Arquibancada inferior – R$ 40,00 / Meia-entrada – R$ 20,00.

 

 

APOIO DA TORCIDA CORAL

 

O apoio da torcida coral é imprescindível! Vamos lotar o mundão do Arruda, empurrando os guerreiros coral para a vitória e a classificação.

 

 

VALE VAGA NA FINAL!

O bicampeonato está em jogo. Cheguem junto!

 

 

AVANTE SANTA!

Por Amara Lima