ARBITRAGEM 1 x 0 JUVENTUDE

 
(Imagem: Quentes da Jaconera)
 
Sétima rodada do Gauchão, e o Juventude deixou a invencibilidade escapar mesmo continuando na vice-liderança da competição, com 15 pontos. No último domingo (28), recebemos a equipe do Internacional, no Alfredo Jaconi, às 17h (Horário de Brasília) para presenciar um jogo muito abaixo do que era esperado de ambos os times. O Juventude já não demonstrou o mesmo futebol que vinha apresentando desde o início do campeonato gaúcho e ainda para ajudar a equipe colorada o árbitro ‘‘Chico Colorado’’ foi escalado para apitar a partida o que se torna uma imensa vantagem dentro de campo ter um arbitro a favor...
 
No primeiro tempo chegou a dar desgosto de assistir aquela partida, ambos os times sem buscar muitas chances, o Juventude que até então tinha o melhor ataque da competição, não conseguiu se impor dentro da sua própria casa e como sempre dizem, "quem não faz, leva". Aos 40 minutos, Sasha abriu o placar para a equipe do Internacional, após cruzamento de Arthur, Eduardo Sasha recebeu a bola e completou de cabeça, 0 x 1.
 
No último lance do primeiro tempo, o goleiro Alisson, do Internacional e Mailson se chocaram dentro da área.  O atleta alviverde foi encaminhado ao hospital com três fraturas no rosto. Após exames, o departamento médico avaliou a necessidade internação e cirurgia. O tempo de recuperação está previsto para 90 dias. Como seria a favor do Juventude não foi marcado falta, nem nada, Mailson com fraturas no nariz e no maxilar superior, além de ter perdido três dentes e ficou por isso mesmo. Se fosse um acidente cometido pelo goleiro Elias será que a historia seria igual?
 
No segundo tempo, Dionas Bruno entrou no lugar de Mailson e o Juventude já se mostrou melhor em campo, voltando ao estilo de jogo das últimas partidas, e aos poucos, ganhou domínio do campo adversário, criando boas chances de gol. Aos 29 minutos, Dieguinho recebeu na intermediária, avançou e chutou no ângulo, para defesa salvadora de Alisson. Na cobrança do escanteio, Pará cobrou fechado e só não marcou um gol olímpico porque a bola bateu caprichosamente no travessão. O Juventude tentou pressionar mais para buscar o empate e aos 33 minutos, Kayron recebeu na entrada da grande área e chutou à direita, em grande oportunidade e nos acréscimos Heverton concluiu o cruzamento cabeceando por cima do gol, no último lance de perigo na partida.
 
“Sabíamos das dificuldades deste confronto, mas mesmo assim trabalhamos com a intenção de um resultado positivo. Realizamos um primeiro tempo abaixo da nossa média, mas no segundo tempo conseguimos equilibrar o jogo, criar chances e poderíamos ter empatado. Precisamos seguir trabalhando, pois a derrota não vai abalar a nossa confiança”, destacou o técnico Antônio Carlos Zago, ao final da partida.
 
Mais uma vez pudemos ver claramente o favorecimento da Federação Gaúcha de Futebol aos seus queridinhos da capital, escalando um arbitro que todos sabem que é colorado para apitar a partida deste domingo, foi visível o favorecimento dentro de campo, é vergonhoso para o futebol gaúcho ter uma federação defendendo os times da capital enquanto o interior continua se virando como consegue, e na única chance de mostrar sua força que seria dentro de campo, conseguem mexer os pauzinhos para nem isso conseguirmos. Federação grenal de Futebol seria mais apropriado!!
 
Escalação
JUVENTUDE
Elias, Helder, Pereira, Klaus, Heverton, Pará, Itaqui, Wanderson, Hugo (Kayron), Dieguinho, Brenner, Mailson (Dionas Bruno)
Técnico: Antônio Carlos Zago
INTERNACIONAL
Alisson, William, Ernando, Paulão, Artur, Rodrigo Dourado, Fabinho, Anderson (Yan), Eduardo Sasha, Aylon (Alisson Farias), Andrigo (Gustavo Ferrareis)
Técnico: Argel Fucks
 
ARBITRAGEM
Francisco Neto, auxiliado por José Eduardo Calza e Maurício Penna
 
Fernanda Andreazza