AS EXPECTATIVAS JÁ ERAM BAIXAS, MAS OLHA...

Barcelona empata no El Clássico em jogo pífio da equipe Culé

 

Foto: Divulgação/Internet


 

Se a gente soubesse que o El Clássico ia ser tão ruim assim, nenhum torcedor iria reclamar que o mesmo fosse adiado. Que partida pífia, fraca, sem brilho e com poucas chances concretas de gols. Um El Clássico sem a cara de um verdadeiro El Clássico que todo mundo já está acostumado. 

Um final de jogo em 0x0 que não acontecia há 49 jogos, o último ocorreu em 2002 também no Camp Nou.

A partida já começou turbulenta antes mesmo do apito inicial, com protestos marcados para o dia do jogo na porta do estádio. A equipe visitante teve que chegar no jogo juntamente com os jogadores do Barcelona para evitar qualquer tipo de confusão.

A torcida culé protestou tanto em relação ao clube, com gritos de "Renúncia Bartolomeu" e aos gritos de independência e de "Sit and talk" (sente e converse), que também foi vista em um cartaz. 

Enquanto grande parte da torcida fazia uma bela festa dentro do estádio, com direito ao tradicional mosaico que se estendeu em todo o estádio com as cores Azul-Grená e Senyera no centro, além de cantarem o hino a capella, outra parte brigava do lado de fora do Camp Nou. Os Boixos Nois (ultras do Barça formalmente banidos do estádio), começaram a agredir membros do Tsunami Democràtic deixando a situação bastante caótica, com a Polícia Nacional tendo que ser chamada para reforçar a segurança. 

Os torcedores que estavam no estádio não puderam sair pelos portões do Gol Sud, já que estavam bloqueados por barricadas. O sistema de som do estádio ofereceu opções de saídas pelas laterais do Camp Nou. 

Tirando essa "treta" que rolou do lado de fora, foi uma manifestação bem tranquila daquilo que todo mundo e toda a mídia estava esperando. 

 

Foto: Site Oficial do Barcelona


 

Agora de fato falando da partida, não sei mais quantos jogos horríveis o Valverde terá que fazer para que seja demitido, é uma partida pior que a outra e mesmo assim ele continua lá intacto, queria eu um emprego assim. 

As partidas do Barça já estão monótonas, sem brio e sem mudança alguma, ou demite o "treinador" ou vamos ficar temporadas e temporadas com péssimas partidas, uma panela fora do comum com certos jogadores, não tem "peito" para fazer algumas mudanças e ver que alguns medalhões podem sim ir para o banco. E ainda vamos ficar sem nem sentir mais o cheiro de conquistar a Champions. 

Que nos contemos com La Liga e quem sabe uma Copa do Rey.

O primeiro tempo foi bem fraquinho, com poucas chances para os dois times mas quem obteve a grande primeira chance foi o Real Madrid, em uma cabeçada de Casemiro que foi tirada em cima da linha pelo "Presida" Piqué. 

A equipe Culé só foi responder no finalzinho da primeira etapa com um chute de Messi que aproveitou a sobra de Courtois, mas viu o zagueiro adversário tirar a bola também em cima da linha.

O que estava ruim no primeiro tempo, piorou totalmente no segundo. As equipes fizeram um jogo digno do que está sendo essa La Liga, ninguém querendo ganhar e jogando a liderança para o colo do coleguinha do lado que também não aproveita a chance.

Os jogadores do Barça esqueceram de entrar em campo, e até o Melhor do Mundo, vulgo Messinho, não estava em seu melhor dia e deu um furo inacreditável dentro da pequena área, era só chutar e correr para o abraço. E na sobra, Suárez foi travado antes de concluir a gol, o camisa 9 jogou tão mal que misericórdia, a bola chorou e a mãe nem viu, merecia ter ido pro banco logo cedo mas como estamos em clima natalino, Valverde o presenteou deixando ele jogar os 90 minutos inteirinhos. 

Mesmo que partida estava bem péssima, o time adversário estava melhor e o jogo  já estava sendo um teste cardíaco para a torcida Culé, e aos 26 minutos o coração chegou a dar uma leve parada quando a equipe visitante balançou as redes com Balé, mas para a felicidade de todos, o VAR notificou que o jogador estava impedido e anulou o gol do Real. 

E o jogo terminou assim, sem fortes emoções, sem grandes chances e poucas chegadas das equipes que faz o torcedor ficar em êxtase.

 

Hoje nem a “Messidependência” salvou. Foto: Divulgação/Internet.


 

Um último El Clássico do ano bastante abaixo do esperado, mais uma péssima partida do Barcelona e mais uma vez grande parte da culpa é do "técnico". O coletivo não funcionou de forma alguma, as jogadas do Barça já estão bastante clichê e a equipe não apresenta nada de novo, o individual também foi bastante fraco, a bola praticamente nem chegou no Messi.

Griezmann ajudava mais na defesa do que tudo, mal conseguia fazer seu papel direito, mas mesmo assim foi melhor do que Suárez e quem foi substituído foi o dono da camisa 17. Vai entender o Valverde...

Da mesma forma que o técnico "queimou" o Coutinho até o mesmo sair e está jogando muito pelo Bayern, ele está fazendo o mesmo com Griezmann.

Ansu Fati, que se tornou o jogador mais jovem a disputar um El Clássico com 17 anos, merecia ter entrado pelo menos no começo da segunda etapa e não faltando 5 segundos para o fim da partida. 

Não sei porque ainda insistir em Rakitic titular, tudo bem que ele tem história no Barça, já ajudou muito e tudo mais, mas o tempo dele passou e já está na hora de dar chances para outros jogadores.

O time Blaugrano vinha fazendo uns jogos bons dentro casa mas pegou um Real Madrid que soube como jogar no Camp Nou e colocar os jogadores de Valverde na roda. Zidane simplesmente colocou nosso "técnico" no bolso e mostrou que tem treinadores e treinadores.

Pegamos o Valverde errado, lamentável..

Surreal a forma que o time se apequenou depois da chegada do Valverde, e se não demitirem ele o mais rápido possível, a situação só vai piorar...

E para não perder o costume: 

"Se Valverde é treinador, prazer, sou astronauta!!'

#VALVERDEOUT

 

As duas equipes chegaram aos 36 pontos, mas por milagre de Deus, continuamos na liderança pela vantagem no saldo de gols.

(In)felizmente voltamos a campo no sábado (21), contra o Alavés, jogo também no Camp Nou às 12:00 (Horário de Brasília).

 

Pero nunca dejaré de ser del BARÇA. La decepción es  temporal, el amor por ti es eterno!! 

 

¡Visca El Barça!

Por: Thais Santos