ATÉ BREVE, XERIFE: A APOSENTADORIA DE DURVAL

O zagueiro Durval anuncia oficialmente que está pendurando suas chuteiras.

 

(Foto: Super Esporte)

 

De poucas palavras e poucos sorrisos, suas “falas” vinham melhor em campo. Severino dos Ramos Durval da Silva, ou simplesmente Durval, anunciou sua aposentadoria do futebol, com 39 anos. 

O jogador chegou no Sport no ano de 2006, vindo do Athletico Paranaense, para disputar o campeonato pernambucano daquele ano. Ainda desconhecido, não sabíamos a proporção que este zagueiro tomaria dentro do rubronegro pernambucano. Em 2006, foi campeão pernambucano e conquistou o acesso à série A, ao lado de nomes importantes para o clube como Fumagalli e Magrão. Porém, foi no ano de 2008 que Durval obteve seu posto de ídolo-xerife, quando participou da equipe vitoriosa da copa do Brasil daquele ano.

Sua consagração não foi só confirmada pelas atuações na defesa do Sport, mas o momento mais marcante da conquista deste campeonato foi o gol marcado por ele nas quartas de final, no jogo da volta, na Ilha do Retiro, entre Sport x Internacional. O Sport vencia o jogo por 2 a 1, mas como o Inter havia feito um gol fora de casa que valia o dobro, fora o placar no Beira-Rio vencido pelo Colorado por 1 a 0, o Sport teria que fazer mais um gol para garantir a classificação. Pouco mais de 33 minutos do segundo tempo do jogo, o Sport recebeu uma falta a seu favor e Durval assumiu a responsabilidade de batê-la, resultando em um belíssimo gol, o gol da classificação do rubronegro pernambucano.

 

(Foto: Página Oficial do Sport Club do Recife no Facebook)

 

O Sport ainda ficou em 11º lugar do campeonato brasileiro da série A, em 2008. Passado o ano de glória, Durval ainda chegou a ser campeão pernambucano em 2009 pelo Sport, mas infelizmente o Sport seria eliminado pelo Palmeiras na Libertadores e no final do ano, foi rebaixado para a série B. Durval transferiu-se para o Santos no ano de 2010, jogando ao lado de estrelas como Neymar, conquistando títulos pelo alvinegro praiano como Libertadores, finalizando sua passagem em 2013, e retornando ao Sport no ano seguinte. 

Ao retornar em 2014 para o Leão da Ilha, não podia ser diferente, Durval conquistou mais um campeonato pernambucano e foi campeão da Copa do Nordeste, sendo o time com a melhor defesa do torneio.

 

 

(Foto: Página Oficial do Superesportes PE no Twitter)

 

No ano de 2015, Durval esteve na equipe do Sport que teve o melhor desempenho no campeonato brasileiro da série A desde a mudança de pontos corridos, e em 2016 foi o melhor zagueiro do campeonato pernambucano mesmo o Sport não levando o troféu do campeonato. No dia 04 de março de 2017, Durval ganhou uma placa em sua homenagem pela marca de 400 jogos vestindo a camisa do Sport, e em 3 de dezembro do mesmo ano completou 450 jogos pela equipe. Durval jogou no Sport até 2018, junto com a equipe que, infelizmente, foi rebaixada para a série B 2019, o que não mancha sua carreira vitoriosa e cheia de troféus pelo Sport.

Hoje, no dia 21 de janeiro de 2020, Durval anunciou sua aposentadoria dos campos, mas não dos corações dos tantos torcedores do Leão da Ilha do Retiro, sendo que diversas homenagens foram postadas em redes sociais no dia de hoje. 

Gratidão é a palavra que nos define nesse momento, por todas as alegrias vividas e por honrar a camisa desse clube que tanto amo. Um verdadeiro xerife, liderança em campo. Nem todos os caracteres seriam suficientes para expressar toda gratidão e carinho que eu e toda torcida do Sport sentem por esse cara de poucos sorrisos, tímido, “brabo”, mas que vai deixar muitas saudades para nós. Aqui, meu até breve Durval, obrigada por tudo.

 

Na sua passagem pelo Sport, Durval ganhou os seguintes títulos:

Campeonato Pernambucano: 2006, 2007, 2008, 2009, 2014, 2017

Copa do Brasil: 2008

Copa do Nordeste: 2014

Taça Ariano Suassuna: 2015, 2016, 2017, 2018.

 

“Poderia ser um clube de futebol com tantos títulos, mas é só o Durval jogando com a camisa do Sport.”

Autor desconhecido.

 

Por Rannyelle Barbalho, torcedora do Sport Club do Recife e professora nas horas vagas.