Atlético-MG caí diante da Desportiva Paraense e da adeus a Copa São Paulo. Webnode

 

 

E quem apostaria que no duelo entre Atlético Mineiro e a Desportiva Paraense, o time mineiro daria um adeus tão cedo a competição e o time do Pará se classificaria para a próxima etapa? Pois bem, foi  isso que ocorreu em Bragança Paulista (SP), na última quinta-feira (7)  no estádio Nabi Abi Chedid. O time mineiro até criou boas chances que acabaram sendo perdidas e no fim viu o time paraense abrir o placar e assim perder por 3 a 0, com direito a grito de "Olé" e tudo da torcida do Pará.

 

globoesporte.com

 

Para se classificar, o Galo precisava apenas de um empate, mas quem garantiu vaga no mata-mata da Copa São Paulo foi a Desportiva Paraense, que se classificou. Já o tricampeão Atlético-MG  da um adeus bastante precoce a competição.

 

O Jogo

 

Precisando apenas de um empate, o time do técnico Diogo Giacomini em poucos minutos de jogo teve que redefinir toda a sua estratégia de jogo, após Douglas Santos receber a bola, ganhar do goleiro e assim mandar a bola pro fundo da rede, abrindo o placar.

 

E quem pensou que depois de abrir o placar a equipe paraense iria diminuir o ritmo, estava altamente enganado, a equipe continuou a atacar e quase Élcio fez o segundo, o que obrigou o goleiro atleticano fazer uma grande defesa. Capixaba, meio campo do time mineiro deu a resposta com duas jogadas, a Desportiva levou perigo novamente com uma jogada individual de Tácio, que mais uma vez obrigou Cleiton a fazer uma grande defesa. Perto da reta final do primeiro tempo o Galo chegou mais uma vez próximo ao gol de empate, com a finalização do lateral Adson, defendida por Weslley que acabou sobrando para Thalis que finalizou para fora.

 

No segundo tempo, o Atlético foi com tudo pra cima da Desportiva e quase empatou de cabeça com Marco Túlio que passou bem perto do gol adversário. Capixaba quase empatou em um chute cruzado, o gol  empate não veio porque Weslley com as pontas dos dedos mandou a bola pra escanteio.

 

A Desportiva respondeu logo em seguida em um rápido contra-ataque, Thárcio e Cleiton ficaram cara a cara, mas o goleiro atleticano levou a melhor, logo em seguida Capixaba cabeceou a bola bateu no travessão. Quase na metade do segundo tempo,  centroavante atleticano Flávio, recebeu sozinho bem próximo da pequena área, mas a bola foi afastada pela defesa paraense. A Desportiva quase ampliou minutos depois, com Marco Antônio batendo cruzado e a bola parar na trave.

 

Na cobrança de falta, no lance seguinte, o camisa 10 fez um belo gol sem chances alguma de defesa do goleiro Cleiton. No lance seguinte do gol, Thalis o camisa 10 atleticano fez uma falta violenta e consequentemente tomou diretamente o cartão vermelho e assim sendo expulso da partida.

 

Com a partida praticamente definida, o time do Galo quase marcou com a cabeçada de Capixaba que foi para fora. Nos acréscimos a Desportiva ampliou, com gol de pênalti  cobrado por Leandro. Assim o time paraense segue firme na competição e os mineiros voltaram mais cedo para Minas Gerais.

 

FICHA TÉCNICA

 

ATLÉTICO-MG 0 X 3 DESPORTIVA PARANESE-PA

Local: estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)

Data: 7 de janeiro de 2016 (quinta-feira)

Horário: 21h (de Brasília)

Árbitro: Magno de Sousa Lima Neto (SP)

Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Tiago Henrique Ferro (SP)

Cartões Amarelos: Adson, Fabinho (Atlético-MG); Douglas, Juninho (Desportiva Paraense)

Cartão Vermelho: Thalis (Atlético-MG)

GOLS: Douglas Santos aos 5 minutos do primeiro tempo; Marcos Antônio aos 26 minutos e Leandro aos 46 minutos do segundo tempo.

Atlético-MG: Cleiton; Adson, Jordan, Nathan e César; Fabinho (Ralf), Mathias (Cleitinho), Capixaba e Thalis; Marco Túlio (Gilvan) e Flávio

Técnico: Diogo Giacomini

Desportiva Paraense: Weslley; Douglas, Joás, Lucas e Iuri; Juninho, Élcio (Frank), Arley e Marco Antônio (Matheus); Douglas Santos e Thárcio (Leandro)

Técnico: Walter Lima.

 

 

Eduarda Moreira