BEM-VINDO AO INFERNO ALVINEGRO!

 

 

(Foto: SoulGalo/Daniel Teobaldo)

 

Quando falamos de Atlético na Libertadores, lembramos do início da festa da torcida. Quem não se lembra do verdadeiro inferno antes das partidas? Das máscaras do pânico que viraram febre no meio da torcida? Do EU ACREDITO que era entoado em bom e alto som?

Enfim, após um ano fora da Libertadores, estamos de volta. Confesso que meu coração anda bem acelerado por causa disso, passa um filme pela cabeça.

Gosto de falar que temos que saber separar um campeonato do outro. O fato do Galo estar bem no Mineiro, não quer dizer que ele vá brilhar na Libertadores. Não estou falando que vá perder, longe disso, estou dizendo que um não interfere no outro. Porém, time pra ir bem nos dois campeonatos: temos. O negócio é  fechar a casinha e ir para cima!

A equipe atleticana embarcou para Montevidéu na noite deste domingo (03). E a partida contra o Danubio será realizada às 19h15 desta terça-feira(05), no estádio Luis Franzini.

Na tarde desta segunda-feira(04) o treinador Levir Culpi realizou um treino no Estádio Campeón del Siglo, do Peñarol. Durante entrevista, o comandante falou sobre as expectativas para a estreia:

“Espero uma preparação física muito acirrada. Estou com poucas informações da resposta técnica e tática. Não temos muitas informações, mas o que foi possível nós observamos. Mas é time uruguaio. Falou em time uruguaio, o pau vai cantar. É jogo de Libertadores mesmo. Os jogadores se empenharam, mas não vai ser assim. A pegada vai ser mais forte, os juízes apitam menos faltas. O número de faltas é bem menor, as bolas divididas. Normalmente, eles costumam receber muito mal os clubes. Torcida pressiona na entrada do vestiário... Espero tudo, mas também espero segurança. Libertadores é assim. Quem quiser vencer tem que ter este espírito de luta", concluiu.

Nunca é fácil jogar fora de casa e longe da sua torcida! Porém, nós, atleticanos, esperamos que o time dentro de campo seja um raçudo, unido e que o futebol apresentado seja bonito! É entrar de campo com sangue nos olhos e vencer sem se preocupar com a pressão da torcida adversária.

A partida terá a arbitragem de Germán Delfino (ARG), auxiliado por seus compatriotas Juan Pablo Belatti e Maximiliano Del Yesso.

O provável time para a estreia deve ter: Victor, Patric, Igor Rabello, Réver e Fábio Santos; Adílson, Elias, Luan, Cazares; Chará e Ricardo Oliveira.
 

(Foto: Assessoria de Imprensa/Atlético)

 

Por: Elluh Ferreira

VIVA O GALO DOIDO DA MINHA VIDA!