BOBEOU NA MÃO INGLESA? ANOTA A PLACA!

Com 3 do agora artilheiro da Copa, Harry Kane, 2 de Stones e 1 de Lingard, a Inglaterra passou o carro no Panamá e se classificou para as oitavas.

 

Dia, sem dúvida, histórico para a Seleção Inglesa. A equipe, que tanto vinha sofrendo nas últimas Copas do Mundo com desempenhos muito abaixo do esperado pela tradição do país no futebol, finalmente tem motivos para voltar a sorrir e a comemorar. Foram 6 gols feitos sem a menor dificuldade que poderiam ter sido muito mais se, no segundo tempo, não tivesse claramente diminuído o ritmo e segurado o pé. O Panamá até fez um golzinho de honra, mas não teve para ninguém. A manhã era mesmo inglesa.

 

Kane, atual artilheiro da Copa do Mundo 2018

(Foto: Reuters)

 

Assim como os dois gols feitos contra a Tunísia, o gol que ligou o placar contra o Panamá também veio de um escanteio. Trippier cobrou e Stones mandou de cabeça para o gol, abrindo a porteira. Com a Inglaterra dominando o jogo e colocando o adversário na roda, não demorou muito para que o nervosismo do Panamá atrapalhasse e o defensor Escobar derrubasse Lingard na área, obrigando o juiz a marcar o pênalti a favor dos Três Leões. Aos 21, Kane encheu o pé e, em uma bomba, fez o segundo gol da partida. Lingard, aos 35, tabelou com Sterling e fez o terceiro. O quarto gol, aos 39, veio de Stones, de cabeça, assim como o primeiro. Ainda deu tempo, na primeira etapa, para o panamenho Murillo, “abraçar” Stones na área e dar outro pênalti de presente para os ingleses. Kane, de novo, fez o gol que naquele momento o igualou a Lukaku e Cristiano Ronaldo na artilharia do campeonato. O primeiro tempo terminou em 5x0, não perca as contas.

Na segunda etapa, a Inglaterra já voltou mais relaxada e, apesar de ainda dominar o jogo, a sede era menor. O gol que colocaria Harry Kane, aos 24 anos, na artilharia da Copa do Mundo, veio aos 16 minutos, de presente, em uma bomba de Loftus-Cheek que acabou desviando no camisa 9 e entrando no gol. O sexto da Inglaterra na partida.

Dali para frente, foi só administrar o resultado. Southgate começou a rodar o time e fazer alterações para poupar seus jogadores. Hernán Gomez, técnico panamenho, chegou até a ir ao banco de reservas do técnico inglês, segundo jornalistas, pedir para que segurasse o pé e aliviasse um pouco a pressão da goleada. Tendo pedido ou não, foi o que aconteceu. Deu até para, aos 32, Baloy, que teve passagens por Grêmio e Atlético Paranaense, fazer o gol de honra do Panamá e fechar o placar.

O English Team terminou essa segunda rodada do Grupo G classificada para as oitavas de finais e na liderança, na frente da Bélgica pelo sétimo critério de desempate, o número de cartões amarelos. Os ingleses e os Belgas se enfrentam na última rodada da fase de grupos ambas já classificadas e, em disputa apenas para decidir em qual posição cada uma passará para a próxima fase. Caso ocorra um empate e a Inglaterra tome até um cartão a mais que a Bélgica, o primeiro lugar ainda é da Inglaterra.

 

A comemoração do English Team

(Foto: Reuters)

 

Apesar de ter sido contra um adversário muito fraco, a vitória por goleada e a classificação são motivos para muita comemoração. De eliminados na primeira fase há quatro anos atrás para classificados com uma rodada de antecedência e com grandes chances de ser o primeiro do grupo, já é um grande feito para uma equipe que vem passando por reformulações e apostando na garra e no amor de jogadores jovens para se reerguer.

Inglaterra e Bélgica se enfrentam às 15h da próxima quinta-feira, 28, em Kaliningrado.

Pode avisar que os Três Leões estarão rugindo nas oitavas de final!

 

Por Victória Monteiro