BOLA FORA

 

Na tarde de ontem (11), Deyverson foi julgado pelo STJD-SP e punido com 6 jogos de suspensão por cusparada em adversário no Derby, devendo retornar apenas na 12ª rodada do Campeonato Paulista. Como pegou a pena mínima prevista no artigo 254-B do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, o Verdão não deve recorrer. Além da punição, o jogador também foi multado pelo clube em R$ 350 mil. (Fonte: Globo Esporte)

 

(Foto: Martín Fernandez)

 

Essa não é a primeira vez que Deyverson apronta e é expulso, mas realmente parece que tem um chip, ou um parafuso solto, pois apesar de ser o típico “bom garoto”, comete atos irresponsáveis sem pensar nas consequências, já que além de se prejudicar acaba gerando mal estar com o Palmeiras. Essa é sua quinta expulsão.

 

O Verdão por sua vez, também enxerga o menino maluquinho como uma pessoa que pode até não ser um super jogador, mas que se esforça e tenta dar o seu melhor em campo. Talvez ele realmente não seja habilidoso, mas também não é acomodado e vai pra cima quando joga. Mas aí “cai” o chip e ele faz besteira.

 

Precisa parar menino Deyverson, paciência é uma virtude mas não dura para sempre. Uma hora o clube cansa. Uma hora a torcida cansa. E aí começa a chateação. O Alviverde até já pensa em uma possível negociação, pois Felipão não ficou muito feliz com a atitude do atacante e disse que se ele aprendeu com o ocorrido, tem espaço no time. Se não aprendeu, já chega.

 

Que volte com a cabeça e o chip no lugar, pois não podemos ser ingratos e esquecer que ele fez gols importantes no ano passado, mas ao mesmo tempo não podemos ser coniventes com atitudes que prejudiquem o Palmeiras.

 

Vânia Souza