BOLA NA TRAVE NÃO ALTERA O PLACAR, VIU PALMEIRAS?

 

 

Neste sábado (09), o Palmeiras recebeu o rival de Itaquera no Pacaembu, e em um festival de passes errados e gols perdidos, conseguiu apenas um empate, com um gol sofrido já nos acréscimos.

A partida não foi ruim, e o Verdão pressionou o tempo todo, porém, errou em momentos importantes e pecou na falta de capricho nas finalizações. Com isso, vimos o rival marcar um golaço no finalzinho da segunda etapa e o time foi buscar o empate na base do desespero. 

De volta ao Pacaembu, Palmeiras não repetiu placar

favorável do último clássico no estádio.

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação 


 

O JOGO

 

O Dérbi começou logo com o Verdão tomando susto, já que o rival criou duas oportunidades ainda nos minutos iniciais. Porém, não demorou muito para que a equipe alviverde ganhasse mais confiança e mais volume de jogo, e com isso passou a criar boas chances. 

Em cobrança de falta, Bruno Henrique levou perigo à área adversária, mas a finalização deixou a desejar. O Verdão seguiu pressionando, no entanto sem conseguir criar chances reais de gol. A falta de criatividade na hora de chegar na área do rival era impressionante, não adiantou nada ter mais chances e não fazer nada com essa vantagem. Após cobrança de escanteio, Dudu tentou surpreender o goleiro adversário com um chute rasteiro, mas a bola foi para fora.

A chance mais real do Palmeiras veio aos 32 minutos apenas, quando Dudibres limpou a marcação e fez linda jogada pra Scarpa, que bateu cruzado em direção à meta alvinegra, mas mandou para fora. O Verdão conseguiu assustar mais na primeira etapa, mas ao tentar finalizar, errou demais. Faltou aquele capricho nas subidas ao ataque, e apesar da pressão e do maior volume de jogo por parte do time alviverde, a primeira etapa terminou mesmo no 0 a 0. Lamentável.

Apesar de manter mais volume de jogo, Verdão não conseguiu

abrir o placar ainda no primeiro tempo.

Foto: GazetaPress


 

A segunda etapa começou num ritmo intenso, e o Palmeiras voltou mais atento. As investidas foram mais perigosas, fazendo com que Walter precisasse trabalhar bastante. Nos primeiros 10 minutos, Deyverson mandou a bola para a área adversária duas vezes: com uma cabeçada venenosa e um chute colocado da entrada da área.

Em lance polêmico, o VAR assinalou pênalti para o Verdão, após a bola tocar no braço de Manoel. Errado não está, já que seguiu a nova regra, sem falar que o jogador adversário subiu de braço aberto dentro da área. Manoel inclusive já tinha tido um lance de bola na mão anteriormente, mas nada foi marcado, já que ele estava com o braço junto ao corpo. Ou seja, na marcação da penalidade o braço levantado na área foi levado em conta e a regra foi seguida, então segurem o "mimimi" rivais. No entanto, para nosso desespero e sofrimento, Gustavo Scarpa cobrou mal, com um chute rasteiro para o lado esquerdo. Walter acertou o canto e fez a defesa.

O rival jogou fechado, na busca de um contra-ataque, enquanto o Verdão não conseguiu aproveitar as boas oportunidades que teve. Já com Borja em campo, o Palmeiras subiu novamente ao ataque. Aos 39 minutos, o colombiano recebeu a bola, dominou no peito e bateu com vontade, mas muito alto, passando apenas por cima do travessão. 

E o Alviverde não desistiu e aumentou a pressão. Bruno Henrique acertou um belo chute na trave, aos 44 minutos. Mas, O futebol é uma caixinha de surpresas né minha gente? E o "quem-não-faz-toma" nunca falha. Aos 46 minutos, o time alvinegro abriu o placar com um golaço de Michel. O Pacaembu se calou por um momento, mas Dérbi sem emoção não é Dérbi. Logo na sequência, após bate e rebate dentro da área adversária, Bruno Henrique ficou com a sobra e bateu cruzado para empatar a partida.

 

O Palmeiras pressionou até os minutos finais, mas não conseguiu criar nenhuma chance clara. Pelo volume de jogo, a equipe de Mano Menezes até que mereceu a vitória, mas deixou escapar com nos erros de passes e falta de pontaria nas finalizações.

 

Bruno Henrique garantiu o empate aos 48 minutos do segundo tempo.

Foto: Marcos Ribolli 

 

Seguimos na segunda colocação, com 67 pontos e sem mais nenhuma aspiração de título, a não ser que um milagre aconteça. 

O Palmeiras volta a campo no dia 17, para enfrentar o Bahia na Arena Fonte Nova, às 16h.

 

#AvantiPalestra #Brasileirão2019 #VamosVerdão 

 

Por Vânia Souza