Caiu o último invicto

 

(Imagem: Atlético-PR/Site Oficial)

Como eu dizia ontem no pré jogo: Um duelo de titãs! O time com melhor aproveitamento no campeonato, Paraná x O ultimo time invicto do campeonato, Atlético PR. Qual o resultado? Caiu o último invicto! O Furacão amargou a primeira derrota no campeonato, depois de 3 meses!

Nervosismo? Ansiedade da partida? Campo pesado da chuva? Substituições demoradas? Técnico sem atitude? Tudo isso e mais um pouco!

Mas nada é desculpa para a postura do time ontem! Várias bolas levantadas na área e ninguém para finalizar! Vários escanteios e só um (que eu me lembre) que levou um real perigo. Poderíamos ter empatado, ter virado, ter goleado! Mas não fizemos é nada! 1.700 torcedores do Atlético que compareceram na Vila Capanema, debaixo de chuva para ver o Furacão jogar, viram um time apático, perdido em campo, esperando uma orientação do técnico, que na área técnica, esperava uma atitude do time!

Esperou tanto, que foi mexer no time para surtir um resultado só aos 28 minutos, colocando André Lima no jogo e depois aos 42 colocando Ewandro! Mas ai meu amigo, já não adiantava mais! Paraná já estava mais fechado que “porteira de boiada” e não deu tempo pra nada! Resumindo: “Deu ruim pro Furacão”

Vamos ao que interessa.

Furacão começa pressionando e logo nos primeiros minutos de jogo dois escanteios, o primeiro Walter chega à área com perigo no meio de dois marcadores e pra afastar qualquer chance de gol, o goleiro do Paraná chuta pra escanteio; na cobrança o jogador do Paraná corta a bola para afastar o perigo e joga de novo para escanteio.

Escanteio cobrado novamente e Vinicius bate forte na bola e ela cruza a área toda e fica fácil pra defesa de Marcos.

Aos 17 minutos, Vinicius cobra outro escanteio pela direita e o zagueiro Vilches aparece sozinho para o cabeceio, mas a bola passa perto da trave esquerda. Grande chance de gol que o Furacão perdeu.

Paraná e Atlético-PR fazem um jogo equilibrado e aberto. O Furacão tem mais a posse de bola, mas o Paraná chega com perigo.

Walter recebe a bola da direita e chuta, mas a bola desvia no jogador do Paraná e sai para escanteio.

Aos 33 minutos, Vinícius dá belo passe para o atacante Anderson Lopes, que bate de primeira, mas a bola é novamente desviada e vai na rede pelo lado de fora. Novo escanteio.

43 minutos, o Paraná chega com perigo. Nadson arrisca de longe e Weverton salta e só vê a bola passar perto da trave.

No segundo tempo, o Paraná volta melhor e logo aos 3 minutos faz o gol da vitória. Robson domina a bola que sobrou do chute de Valber, corta o zagueiro Vilches e manda no canto do goleiro Weverton, sem chance pro goleirão! 1x0 pro time da casa.

Furacão responde com Otávio que se livra da marcação e chuta cruzado, mas Marcos estava na bola e manda pra escanteio.

Aos 10 minutos, Zé Roberto, do Paraná é expulso por falta no meia Vinicius que avançava livre.

Dai em diante foi pressão do Furacão até o final! Mas em nenhum momento o técnico Rubro Negro percebeu que precisava melhorar o ataque para chegar ao gol!

Era escanteio atrás de escanteio, falta atrás de falta, chute mal calibrado direto, “bola na área sem ninguém pra cabecear” e ninguém pra dar aquele ultimo toque pra definir o lance!

28 Minutos, sai Deivid (volante) e entra André Lima (atacante). 36 Minutos, Walter cruza com categoria pra André Lima que cabeceia no travessão! Quase o gol de empate.

42 minutos, sai Sidcley e entra Ewandro. Como se o menino fizesse milagre agora!

45 Minutos. Jogo vai até os 50! Ewandro cruza a bola, a bola atravessa a área inteira e ninguém pra colocar ela pra dentro!

Último lance do jogo, aos 49, a bola nem chega perto do gol! Fim de papo na Vila e o Furacão conhece a primeira derrota no ano!

Ah, Weverton, o capitão do time, ainda foi expulso por reclamação depois do apito final, depois do médico do Paraná ir provocar os jogadores do time Rubro Negro! Arbitragem, ó está de Parabéns!

(Imagem: Premiere)


Nay Bortolotti