CALLERI BRILHA, MARCA DOIS E GARANTE EMPATE EM BRASÍLIA

 

 

O Tricolor Paulista foi até o estádio Mané Garrincha neste domingo (19), enfrentar o Flamengo pela decima rodada do campeonato brasileiro de 2016, o time de Patón jogou bem e conseguiu por duas vezes ficar na frente do placar, mas o adversário também foi forte e buscou o empate. No final melhor para os são-paulinos que jogaram meio tempo com um jogador a menos e ainda viu o seu adversário perder um pênalti no ultimo lance do jogo.

 

Mesmo com a expulsão, Calleri foi o nome do jogo para o TRICOLOR. Foto: Rubens Chiri

 

Os times entraram em campo com o mesmo pensamento conquistar os três pontos fora de casa, mesmo o mando sendo do flamengo o clube decidiu mandar a partida para Brasília, onde o tricolor também tem uma forte torcida, o publico era misto e nenhum dos dois times sofreu pressão da torcida.

 

Começo de jogo

 

Logo aos 7’ do primeiro tempo o Rodnei, chegou com bastante perigo ao gol do Soberano, mas Denis já mostrou que trabalharia muito bem na partida e fez a primeira grande defesa da tarde.

 

Não demorou muito para o tricolor reagir, aos 11’ em um brilhante contra-ataque Paulo Henrique Ganso laçou a bola com perfeição para o atacante Calleri que deixou Marcio Araújo no chão, tirou o goleiro muralha da bola e bateu no fundo do gol.

O tricolor não permaneceu muito tempo à frente do placar devido a uma falha conjunta da defesa aos 22’, Jorge fez uma ótima jogada pelo lado esquerdo passou fácil por Bruno e cruzou na direção do goleiro Denis que soltou a bola em cima de Rodrigo Caio, o zagueiro nada pode fazer, 1x1.

 

Foto: Site www.flamengo.com.br

 

Ainda no primeiro tempo Denis precisou trabalhar bastante e fez duas grandes defesas.

 

Segunda Etapa

 

Na volta para o segundo tempo os dois times se recolocaram bem em campo, e continuaram travando uma das melhores partidas desta edição do brasileirão até o momento, ainda aos 6’ da segundo etapa Kelvin lançou na cabeça do argentino Jonathan Calleri que com tranquilidade mais uma vez colocou o tricolor a frente do marcador.

O rubro-negro não deixou o São Paulo dominar o jogo e foi para cima, Denis ainda fez mais uma bela defesa aos 9’, porém em seguida as 13’ Willian Arão subiu mais alto que os jogadores são-paulinos e empatou mais uma vez.

 

Aos 20’ Calleri tomou seu primeiro amarelo da partida por reclamação e já estava fora do duelo contra o Sport na quinta-feira (23), menos de três minutos depois foi expulso do jogo pelo arbitro Elmo Alves Resende Cunha que na sumula da relatou as supostas palavras do camisa 12 “Está de marcação comigo, c…! Só porque sou argentino? Essa arbitragem é uma vergonha”.

Ao final da partida Patón tentou esclarecer o fato e na medida do possível defender o atacante e a arbitragem “Ele não é perseguido. Tem que falar menos, mas é difícil quando você está dentro de campo e joga numa posição em que sempre é empurrado pelos zagueiros. Os árbitros estão lá para isso, eles devem observar tudo. Calleri não deve falar muito, mas eu entendo, porque foi uma partida difícil e de muita intensidade”

Depois da expulsão de Calleri o São Paulo caiu de rendimento, por estar com homem a menos e sendo este sua principal referencia de e gol, o tricolor não conseguia chegar à área do Flamengo.

 

Denis comemora o chute para fora de Alan Patrick. Foto: Rubens Chiri


 

No final da partida a coisa quase se complicou de vez quando o capitão Maicon cometeu pênalti em Emerson Sheik, quem cobrou foi Alan Patrick que chutou para fora.

 

O resultado poderia ter sido melhor para o Soberano o time teve o jogo em sua mão por duas vezes e tinha total condição de trazer os três pontos para São Paulo, o atacante Calleri mesmo sendo expulso foi o nome da partida ao lado de Ganso e mostrou mais uma que quando entra em campo diferencia a partida.

Os dois times perderam a oportunidade de entrar no G4 e estão em 5ª e 6ª colocados empatados com 14, o São Paulo leva a melhor devido ao saldo de gols.

 

Na quarta-feira (22), o Flamengo vai até o Arruda em Recife enfrentar o Santa Cruz e o tricolor joga no Morumbi na quinta-feira (23), contra o Sport.

 

FLAMENGO 2 X 2 SÃO PAULO

 

Local: Mané Garrincha, em Brasília (DF)

Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)

Auxiliares: Alessandro Rocha de Matos (BA) e Guilherme Dias Camilo (MG)

Cartões amarelos: Marcelo Cirino (Flamengo); Kelvin, Calleri e Caramelo (São Paulo)

Cartão vermelho: Calleri (São Paulo)

Gols: Calleri, aos 11min do primeiro tempo e aos 6min do segundo tempo; Rodrigo Caio (contra), aos 22min do primeiro tempo; Willian Arão, aos 14min do segundo tempo

 

Flamengo

Alex Muralha; Rodinei, Réver, Rafael Vaz e Jorge; Márcio Araújo, Willian Arão, Everton (Fernandinho) e Alan Patrick; Marcelo Cirino (Gabriel) e Felipe Vizeu (Emerson Sheik). Técnico: Zé Ricardo

 

São Paulo

Denis; Bruno (Alan Kardec), Maicon, Rodrigo  Caio e Matheus Reis; Artur, João Schmidt, Kelvin (Caramelo), Paulo Henrique Ganso (Ytalo) e Michel Bastos; Calleri. Técnico: Edgardo Bauza

 

por Jéssica Nogueira Gonçalves.