China e Espanha empatam e se classificam para as oitavas da Copa

(Foto: Facebook da Seleção Chinesa)


Peng é o nome dela. Não tinha outra forma de começar este texto sem ser apresentando o nome do destaque da partida entre China e Espanha, neste dia 17, às 13h (BSB). Com mais de 20 chutes a gol, a Espanha não conseguiu passar da goleira chinesa, que ficou gigante diante das espanholas. Foram simplesmente 9 defesas, 3 delas com muita categoria e alto perigo de gol da Espanha. Vale ressaltar o baixo desempenho nas finalizações das europeias, mas nada que apagasse o brilho da defensora das Steel Roses.

Para as duas seleções uma alegria: a classificação. Mesmo podendo ter em frente o temido grupo norte americano, as espanholas não tiraram o pé e foram para cima, sendo superior o tempo todo, com maior posse de bola e muitos, muitos mesmo, chutes ao gol. Um ou outro ataque chinês só acontecia após erros das espanholas, que enfrentaram uma China retrancada, fechando tudo na defesa.

Mesmo sabendo que o empate poderia levar as duas equipes para as oitavas de final, a Espanha não deu sossego. Algumas bolas perdidas no meio da área contaram com a tática nada ofensiva das asiáticas, que chutaram uma única vez ao gol.

Após a partida, as jogadoras da Espanha expressaram confiança após a classificação na entrevista. Leila Ouhabi declarou que está orgulhosa de ter feito história com sua seleção. Já Andrea Sánchez foi ainda mais animada: “Podemos ganhar de qualquer adversário”, disse. O técnico Jorge Vilda também comemorou a passagem para a próxima fase: “Estou muito feliz pela classificação, por termos feito algo histórico e contente pela atitude de todas as jogadoras”, afirmou.

O técnico chinês, Jia Xiuguan, também comentou um pouco sobre os desafios enfrentados por sua equipe para chegar às oitavas. "Elas jogaram muito bem. Para construir um time forte, precisa de gerações, não pode ser feito apenas por uma geração. Também vemos a diferença entre nós e as equipes de classe mundial. É muito difícil, não importa quem sejam nossos oponentes. Precisamos colocar 200% dos nossos esforços e precisamos fazê-lo de uma forma combinada.Embora tenha sido um empate, conseguimos um ponto, o que significa que temos a oportunidade de continuar para o próximo nível. tocado pelos esforços de nossos jogadores e pelo espírito", disse.

Os próximos adversários para a Espanha ficam entre Suécia e EUA, que disputam o primeiro lugar do grupo F. Enquanto a China espera outros resultados para saber qual será o próximo jogo, podendo enfrentar o líder do grupo C ou D.


Por Anna Gabriela e Rayssa Rocha