Clássico das Multidões termina empatado, mais uma vez

 


 

O jogo entre Sport e Santa Cruz que aconteceu neste domingo, no estádio da Ilha do Retiro, terminou mais uma vez empatado. Com chances boas, mas seguindo com futebol fraco, o time rubro-negro ainda continua sem ganhar um clássico neste ano.

Daniel Paulista definiu a escalação com time titular, não contando apenas com Diego Souza e Mena que estão nas seleções do Brasil e Chile, e também sem Rithely que ainda se recupera. O técnico rubro-negro está com pressão máxima, já que, o futebol do Sport não está nada bom, mesmo com bons números. O leão da ilha continua em terceiro lugar do Campeonato Pernambucano, empatado com o Santa cruz, que também está com 13 pontos.

 

Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife

 

PRIMEIRO TEMPO

O primeiro tempo foi ruim de ser assistido para os amantes de um bom futebol, já que os jogadores estavam mais empenhados em criar confusão do que em jogar bola. A arbitragem, que foi comandada pela árbitra Déborah Cecília, não deixou que a situação fugisse do controle. Voltando para o futebol, que continuava fraco, o atacante Rogério queria mostrar o contrário, sendo o jogador com mais boas chances da partida até então. E aos 39 minutos de jogo, aconteceu o lance com mais perigo, com uma bicicleta fantástica de Rogério, dando trabalho ao goleiro Jackson, que quase resultou em gol. O primeiro tempo foi um desastre para o time leonino, já que estava na vantagem por estar com um time reserva, mas coletivamente o time não produzia nada. E o primeiro tempo terminou sem gols.

 

SEGUNDO TEMPO

Os times voltaram para a segunda etapa da partida sem alterações. Nos primeiros minutos de jogo, o leão teve a primeira chance perigosa, em jogada com enfiada de bola de Thallyson para Rogério que ficou na cara do gol, mandando para fora. Aos 5 minutos, o zagueiro tricolor, Eduardo, deixou a bola escapar chegando ao atacante rubro-negro, Rogério, que mais uma vez mandou para fora. Até os 12 minutos de jogo, só o time da casa chegava com perigo, e o técnico tricolor resolveu fazer a primeira alteração da partida, tirando Júlio para a entrada de Thomás, e André Luís para entrada do estreante Pereira.  Aos 21 minutos, o técnico Daniel Paulista fez sua primeira alteração tirando Fábio, para a entrada de Juninho, o que deixou Everton Felipe como meia de criação. Depois de várias tentativas de chutes de Rogério ao gol, o atacante continuou sendo visto como o jogador mais perigoso da partida, e aos quase 23 minutos, o camisa 17 abriu o placar para o Sport após receber passe de André, assinando seu sétimo gol na temporada e firmando-se artilheiro do time em 2017. O Sport foi buscando entrar mais na área tricolor, mas a equipe continuava fraca no coletivo. 4 minutos depois, o Santa Cruz empatou com um lindo gol falta de Pereira. O jogo se encaminhava para o final e o técnico Daniel Paulista aumentava ainda mais sua pressão com a torcida. Não tinha mais o que fazer, o futebol de Daniel Paulista na equipe rubro-negra era o reflexo do resultado do jogo: Time titular jogando em casa, mal treinado contra um fraco time reserva. Peças a equipe tem, falta alguém para arrumá-las.

 

Ficha do jogo
 


Sport
Magrão; Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Mansur; Thallyson, Rodrigo e Fábio (Juninho); Everton Felipe, André (Leandro Pereira) e Rogério. Técnico: Daniel Paulista.

Santa Cruz
Jacsson; Gabriel Valles, Jaime, Eduardo Brito e Roberto; Wellington Cezar, Gino (Hallef Pitbull), William Barbio e Júlio Sheik (Pereira); Facundo e André Luís (Thomás). Técnico: Vinícius Eutrópio


Millena dos Santos