CLÁSSICO DO INTERIOR

 

 

Remir Laranjal - Ascom ASA


 

Depois do tropeço contra o CRB na estreia e folga na rodada posterior, o ASA agora enfrenta o CSE em Arapiraca neste sábado (13), às 17h, no Fumeirão.

O elenco voltou a treinar na terça-feira (2), após a reapresentação. Já na quinta-feira (4), houve a apresentação do novo comandante alvinegro, Ademir Fonseca chegou e já se reuniu com o grupo visando a continuação do Estadual, mas só trabalhou com a equipe na sexta-feira (5).

A semana que antecedeu a partida foi marcada por treinamentos intensos, tanto físicos quanto técnicos-táticos,  além do treinamento para o grupo específico.  

Como essa partida marcará a estreia do técnico no comando alvinegro, em entrevista ao GE o mesmo deixou claro que não pretende realizar muitas mudanças assim tão de cara,  uma vez que o necessário agora é que a equipe tenha entrosamento. Confiram:

 

''Eu acho que se começar a fazer muitas mudanças, vai gerar insegurança. Temos que ter um ponto de partida, procurar entrosar o máximo e condicionar os demais para que possamos ter uma equipe entrosada, um grupo coeso, e aos poucos vamos inserindo esse ou aquele jogador dentro do contexto. Futebol precisa de entrosamento e sequência”.

 

Alguns atletas encontram-se no DM, e ainda não sabemos se ficarão aptos para esta partida, são eles: Dinda, Léo Gonçalves e Denison.

Já a provável escalação a ser utilizada pelo novo técnico conta com: Dida; Jonas (Wander), Martony, Marcelo e Ítalo; Zé Wilson, Johnnattan e Echeverria; Thiago Potiguar, Kapa e Ciel.

A boa notícia é que o nome do professor já está regularizado no BID e, com isso, ele comandará a equipe no gramado.

O ASA tem a necessidade de vencer seu rival, pois muito além de ser um clássico, tem o fato do alvinegro ainda não ter vencido no Estadual e estar na sexta posição da tabela (momentaneamente). Com isso, a única saída para esses tropeços que vêm sendo recorrentes em 2021 é vencer e somar 3 pontos.

 

Que o entrosamento venha!

 

Por: Arielly Soares, colunista do ASA GIGANTE

 

*Esclarecemos que os textos trazidos nesta coluna, não refletem, necessariamente, a opinião do Portal Mulheres em Campo.