Clássico em São Januário: Vasco enfrenta o Rubro-Negro buscando manter os 100% de aproveitamento.

Domingo é dia de clássico, e para nós vascaínos, será um dia bem diferente, não só pelo fato do jogo ser contra o nosso maior rival, mas também pelo fato da partida ser em nossa casa. Sim, após 11 anos, São Januário voltará a receber uma partida entre Vasco x Flamengo.
 
A semana que antecede o clássico dos milhões nunca é tranquila e desta vez não foi diferente. Foi uma semana cheia de frases de efeitos e provocações, e respostas de ambos os lados, principalmente entre os presidentes das duas equipes. Tudo começou na quinta feira, quando a FERJ recebeu uma suposta notificação do Ministério Público, a respeito do clássico ser realizado em São Januário e sobre a segurança da partida. Mas segundo a FERJ e o GEPE, estava tudo certo e não havia problema do estádio receber o duelo. 
 
 - O TAC foi firmado entre Vasco e MP em 2011. Não sei o que pode acontecer, o que queremos é que a segurança do nossos torcedores e do Vasco seja assegurada. Em mais de 50 anos é a primeira vez que me deparo com 90% de torcida e com 10% de outra num clássico. Gostaria que as autoridades de segurança garantissem que não existe nenhum tipo de risco para o público, jogadores e moradores. Não tive essa garantia agora -, afirmou o presidente Eduardo Bandeira de Mello na em entrevista na quinta feira.
 
Porém, na sexta feira, foi o dia do presidente do Vasco falar. Ele não gostou nem um pouco das palavras do presidente rubro-negro, e em uma entrevista que durou 50 minutos, o presidente Eurico Miranda não só rebateu o mandatário Bandeira de Mello, como também respondeu a outros assuntos:
 
- No dia 15 de janeiro, teve um arbitral na federação que indicou os estádios onde seriam realizados os jogos de futebol e marcado o jogo Vasco e Flamengo para o estádio de São Januário. O Flamengo, participando da arbitral, tomou conhecimento. Não satisfeito, foi feita reunião com a ata do jogo, da realização do jogo, que tem todas as assinaturas, (sendo) três do Flamengo. Tem da CET, da Polícia Militar, do juizado do torcedor, do quarto batalhão da PM e, do Flamengo, tem quatro", contou Eurico com os papéis em mãos.

"-Os nomes estão aqui. Todos participaram da reunião e souberam exatamente o que aconteceu. De repente, fui surpreendido com o presidente do Flamengo dizendo que não tinha sido notificado. Qual é a intenção? Dizendo que não sabia como ia funcionar, preocupado com segurança de torcedores e moradores..."
 
Eurico continuou...
 
-O interesse do presidente do Flamengo é tumultuar o futebol. Todas as suas manifestações são no sentido de botar o futebol do Rio de Janeiro para baixo. Eles deviam saber que não têm estádio. Em vez de estarem agradecidos pelo fato de ter um estádio que pode ter jogo de futebol, é o contrário. Por mais que as pessoas queiram tirar o brilho e o significado, o jogo tem luz própria – disse. 
 
-Eu vejo essas informações desencontradas como um desserviço ao futebol, uma maldade. São Januário tem culpa de existir? O Vasco tem culpa de ter estádio? Mas, estou feliz de ver a entrevista do técnico do Flamengo. Ele demonstrou ter noção das coisas e disse que o único estádio em condições de receber grandes jogos no Rio de Janeiro é São Januário. O Vasco tem culpa do Maracanã e do Engenhão estarem fechados? Quem viu o jogo realizado entre Vasco x Corinthians percebeu que ele foi realizado com a maior tranquilidade. Nosso estádio possui capacidade de receber qualquer jogo com tranquilidade e segurança. O Vasco é consciente de suas responsabilidades. O presidente do Flamengo não conhece rigorosamente nada. Domingo, o responsável é o mandante, e nós temos preocupações em relação à segurança, tanto é que pedimos, colocamos na ata. Todas as providências foram tomadas. O torcedor do Vasco não pode ser induzido por essas campanhas que são contra o futebol e o Vasco. Querem mostrar que o estádio não tem capacidade de realizar partidas da envergadura de um Vasco x Flamengo, o que não é verdade.
 
Imagem: www.vasco.com.br 
 
Falando sobre o time do Vasco, a equipe fez seus últimos ajustes para a partida diante do rubro-negro nesse sábado, em São Januário. O treinamento foi aberto para a torcida e fechado para a imprensa. A única dúvida do treinador está na zaga, e o técnico ainda não decidiu quem irá atuar no lugar de Luan, que foi expulso na última partida. Os concorrentes à vaga são Jomar e Rafael Vaz . O atacante Eder Luiz, recuperado de um incômodo na coxa, irá para a partida, embora Jorginho prefira não revelar a equipe que irá a campo diante do rubro-negro. 
 
Em entrevista coletiva, o técnico cruzmaltino falou sobre a partida:
 
- A gente conhece bem o gramado. Treinamos todos os dias e nos adaptamos muito bem às condições do campo. Acredito que é o melhor gramado do futebol carioca, e isso facilita para as duas equipes.
 
O técnico também falou sobre o clima que envolve o confronto:
 
- A gente não está preocupado com esta situação. As torcidas entendem a rivalidade, mas isso aqui não é guerra. Chega de violência. A gente quer paz. É um jogo gostoso, maravilhoso. Estamos muito preocupados com a violência, mas temos que falar de coisas boas. Vai dar tudo certo – disse o comandante vascaíno. 
 
O fato é que apesar das polêmicas, vai ter clássico em São Januário sim, e a torcida vascaína estará lá fazendo da nossa casa, como sempre, um verdadeiro caldeirão.
 
 
 
Jessica Martins
 
Ficha Técnica: 
Vasco da Gama x Flamengo 

Estádio: São  Januário 
Data: 14/02/2016
Hora: 17h (horário de Brasília)
Árbitro: Leonardo  Garcia Cavaleiro 
Árbitro Assistente N°1: Dibert  Pedrosa  Moises 
Árbitro Assistente N°2: Jackson Lourenço Massara Dos Santos 
4° Árbitro:* Lenilton  Rodrigues Gomes  

Vasco  : Martín Silva, Madson, Rafael Vaz, Rodrigo, Julio César, Julio dos Santos, Andrezinho e Nenê. Eder Luis (Mateus Pet ou Thalles) e Riascos.
Técnico: Jorginho 
 
Flamengo : Paulo Victor, Rodinei, Wallace, Juan e Jorge; Márcio Araújo, Willian Arão e Mancuello; Emerson, Marcelo Cirino e Guerrero.
Técnico: Muricy Ramalho