COM A VANTAGEM

Com maestria de Bruno Guimarães, Furacão leva a vantagem do primeiro jogo da final da Copa do Brasil

 

(Foto: Site Oficial do CAP)

 

Athletico e Internacional se enfrentaram ontem (11), às 21h30, na Arena da Baixada, no primeiro confronto da final da Copa do Brasil, e com pintura de Bruno Guimarães, vai à Porto Alegre com a vantagem do 1 a 0.

Todo atleticano tem a consciência de que não é uma grande vantagem - vide o Grêmio -, mas ainda assim saímos na frente, e o feito do Furacão deve ser comemorado sim.

Bruno Guimarães é um caso à parte no futebol brasileiro e ontem não foi diferente. Não “apenas” pelo gol, mas por tudo o que produz em campo, passes, assistências para finalização, desarmes, interceptações, dribles, viradas de jogo. Do alto de seus 22 anos, Bruno parece ter 30 só de carreira futebolística.

Destaque também para a torcida atleticana que fez uma rua de fogo para recepcionar os jogadores na chegada ao Estádio, duas horas antes da partida.

 

(Foto: BP Filmes)

 

Agora é pé no chão, respeito ao adversário e máximo empenho e trabalho para o jogo da finalíssima, em busca do título inédito.

 

COMO FOI O JOGO

Tiago Nunes já sabia que o Internacional viria fechado, e tinha que dar um jeito de abrir os espaços e deslocar os zagueiros se quisesse marcar. Para isso os laterais Márcio Azevedo e Khelven precisaram jogar abertos para deixar o trio de frente livre para penetrar.

No primeiro tempo, embora o Furacão tenha dominado a maior parte do jogo, a tática não deu muito certo, e o Inter não dava espaços. Do lado colorado, com Guerrero no bolso de ROBSON BAMBU, foi D’Alessandro quem teve mais oportunidades e ameaçou - ainda que pouco - a meta do goleiro Santos.

Já na segunda etapa, o Inter veio mais agressivo e partiu para cima do Athletico. Mal sabia que era exatamente isso que o rubro-negro esperava e aos 12 minutos, Marco Ruben surpreendeu a zaga, e tocou para Bruno Guimarães que, sem titubear mandou um balaço para o fundo das redes, para explosão da torcida rubro-negra.

A partir daí, mesmo praticamente equilibrados, ficou mais provável outro gol do Athletico do que um empate do Inter. Rony ainda teve uma boa chance, mas a bola parou nas mãos de Marcelo Lomba.

Com o final do jogo em 1 a 0 para o Furacão, o time paranaense vai à Porto Alegre com a vantagem. 

 

Antes do jogo da finalíssima que ocorre já na próxima quarta-feira (18), no Beira-Rio, o Athletico enfrenta o Avaí, na Arena da Baixada, no domingo (15), às 11 horas, pelo Campeonato Brasileiro.

 

Vamos Lutar, Por Mais Essa Taça!!!

Pra cima meu Furacão!

 

Por Daiane Lodista