Com campanha irrepreensível no Brasileirão, Corinthians busca três pontos fora de casa

Sem saber o que é perder há 28 jogos, o Timão já tem a melhor sequência dos últimos 60 anos

 

Líder absoluto do Nacional, sem saber o que é perder, somando 11 vitórias e 3 empates, num total de 14 jogos, o Corinthians pode bater mais uma marca. O time de Carille se não perder na rodada, vai chegar a 29 jogos de invencibilidade na temporada, igualando a marca de 1956. A maior série invicta do alvinegro é de 1957, quando ficou 37 jogos invicto.

Para continuar vooooando alto no Brasileirão, o Corinthians viajou para Florianópolis, para encarar o Avaí. A partida será nesta quarta-feira, às 21h, no estádio da Ressacada. E temos boas notícias para o confronto.

Três atletas retornarão ao time. Pablo que ficou quase uma semana sem treinar, por dores na coxa direita, será titular, o que nos traz a certeza da consistência defensiva, afinal ninguém nega a eficiência da dupla com Balbuena. Os outros reforços, são Arana e Rodriguinho, que cumpriram suspensão contra o Atlético- PR.

 

Pablo deixou os treinamentos mais cedo, mas será titular. Foto: Gazeta Esportiva

 

Assim, a escalação ideal e que já está na ponta da língua do torcedor será repetida: Cássio, Fagner, Balbuena, Pablo e Arana; Gabriel, Maycon, Jadson, Rodriguinho, Romero e Jô.

 

Extra Campo:

 

Fora das quatro linhas, o Timão não tem buscado reforços, mas sim a manutenção do elenco, como foi pedido por Carille. O rival do Morumbi, enviou novamente proposta pelo goleiro Walter. Em contrapartida, a diretoria alvinegra finalmente mostrou competência e convocou os empresários do atleta, para discutir melhorias em seu contrato.

O arqueiro tem contrato até 2019 e com a convicção da convocação de Cássio para a Seleção, o goleiro será o titular.

Walter foi procurado pelo rival do Morumbi. Foto: Gazeta Esportiva

 

Outra história que parece estar chegando ao fim é a da contratação de Pablo. A novela com o zagueiro Pablo continua, porém com acordo de tempo de contrato firmado, faltando definição de valores. O vínculo irá até 2021.

Agora a moda é dizer que vamos “despencar”, caçar defeitos onde não há, para vender clicks de reportagens tendenciosas e se auto promover. Para o Corinthiano a cada dia mais está difícil assistir os folhetins esportivos, tamanho o disparate. Sabemos que somos considerados uma “zebra”, e que toda a nossa história e grandeza, foram deixadas de lado, quando nos taxaram de 4º força, isso quando não colocaram até mesmo a Ponte-Preta a nossa frente, mas mostramos que futebol, não é falado, mas sim jogado!

Fiquemos com a palavra do maestro Carille:

Não tenho nada para falar sobre isso. O grupo é muito maduro. Isso é muito pequeno perto das cobranças que aconteceram no começo do ano. Isso aí não é nada pelo tanto que fomos bombardeados. Ninguém aqui dentro falou sobre isso.

Carille continuou:

“Se a gente fosse dar bola para tudo o que falaram desde o começo do ano, não teríamos ganhado o Paulista nem estaríamos em uma sequência histórica no Brasileiro. Aqui não pensamos em dar resposta. E não é só porque o Corinthians está em primeiro, sempre falam do Corinthians porque é muito grande, senão a maior equipe do Brasil. Acho que temos de nos preocupar com nosso trabalho. Estamos tendo isso, nos preocupamos com nossa equipe, não com o que os outros pensam. Estamos focados, concentrados, com uma equipe muito unida. Vamos pensando jogo a jogo”.

 

Que os antis estão secando o Corinthians, todo nós sabemos, mas será que além de apelar, os rivais estão fazendo sua parte em campo? Deles eu não sei, mas do Corinthians, tenho certeza!

 

Por Mariana Alves, pelo Corinthians, com muito Amor, até o Fim!