COM FUTEBOL VERGONHOSO, CORINTHIANS SE CLASSIFICA NA COPA DO BRASIL

 

“Gustagol é meu pastor e gols não me faltarão”


 

Estrela de Gustagol brilha mais uma vez. Foto: Gazeta Esportiva


 

Gustagol segue iluminado e com faro de gol. Diante da equipe cearense o camisa 19, empatou a partida duas vezes. A primeira vez em um frangaço do goleiro, que soltou a bola nos pés do artilheiro, e a segunda aproveitando passe de Sornoza, mandando um golaço para as redes. Pelo Ferroviário, os gols foram marcados por Cariús.

Agora se prepara meu leitor, que vem por aí a sessão desabafo…

 

O Corinthians gosta de maltratar o torcedor, testar nossos corações e nos deixar agoniados por mais de 90 minutos. Na noite desta quinta-feira (07), não foi diferente. Para variar o alvinegro jogou mal, algo que tem se repetido em todos os jogos da temporada.

É impossivél que esses caras estejam treinando. Na moral, deixarei a calma e toda a paciência para trás, porque ser dominado por uma equipe da quarta divisão é vergonhoso!

Não dá mais pra usar o discurso de “início de temporada”, afinal temos jogado mal em todos os jogos. Contra o São Caetano achamos o gol; diante do Guarani e do RB Brasil, os dois gols sofridos em cada partida ficaram baratos perto do que os adversários apresentaram; e nas duas vitórias, no Dérbi e contra a Ponte, marcamos e na sequência ficamos acuados, sem reação.

Podem dizer que o tempo de preparação é curto e o calendário é grande, mas hoje contamos nos dedos os jogadores que têm se entregado em campo.

Nossa zaga é ridícula. Sai um zagueiro e entra outro pior. Henrique não pode ser nosso titular, porque com ele em campo é meio gol do adversário. Manoel tem que seguir a música e ir pro céu, pra Marte ou pra onde Judas perdeu as botas, porque dentro de campo só atrapalha, não dá uma saída de bola decente, bate cabeça. Avelar eu já gastei o meu latim com críticas, mas pelo visto teremos de aguenta-lo. Fagner e Cássio, podem ser isentados de culpa, inclusive se não fossem os dois, nosso saldo de gols tomados, seria ainda maior. Só ver que diante da porcada, Dudu mudou de lado depois de ser anulado por Fagner, e foi atuar- deitar e rolar, nas costas de Avelar.

Pedrinho e Vital jogaram de jeans molhado. Uns moleques novos, que não aguentam dar um pique até a linha de fundo, não acertam um passe ou cruzamento. Fechando o meio, Jadson, gordo, lento e com jogadas previsíveis. Onde foi parar meu camisa 10?

Love que fez sua estreia já vai ganhar uma corneta: como me perde um gol cara a cara? Santo Deus! A sorte é que temos Gustavo pra suprir a falta de pontaria dos demais e nos salvar. Mas de verdade, até quando?

 

No geral a dupla Love e Gustavo foi bem. Foto: Gazeta Esportiva

Nesse show de horrores apresentado em Londrina, além de Gustagol, ressalto a boa partida de Ralf. Sem nosso xerife, tudo poderia ser pior.

Carille tranquilão para o nosso desespero, precisa acordar e dar um sacode na equipe. Assistir o Corinthians tem sido um teste para o meu fraco coração. Falta raça, luta e entrega dentro campo. Esse conformismo, jogar com regulamento de empate é coisa de espírito pequeno e de forma alguma combina com o alvinegro.

Saíram vaiados e deveriam sair de baixo de baixo de chuva de pamonha e pipoca, pra terem noção de sua mediocridade.

Na próxima fase o Corinthians terá pela frente ou o Avenida-RS ou o Guaraní, na Arena Corinthians. Quem vencer leva. Empates levam para as penalidades máximas. Já vou acender minha vela, separar meu captopril e rezar, porque do jeito que tá....

 

Por Mariana Alves