COM GOL NO INÍCIO, GURIAS COLORADAS GARANTEM A VITÓRIA NO GRE-NAL

 

 

(Foto: Mariana Capra)

O primeiro Gre-Nal de 2020 e também o primeiro da elite do Brasileirão Feminino foi de vitória colorada. Na tarde desta quinta-feira (24), as Gurias Coloradas enfrentaram as Gurias Gremistas, no Vieirão, pela 10ª rodada do Brasileirão A-1. Vencendo desde os 10’ de partida, as Coloradas conquistaram os três pontos e assumem a terceira posição na tabela.

As Gurias Coloradas iniciaram a partida mostrando que estavam dispostas a vencer o clássico. Nem a boa marcação tricolor, com uma equipe bem fechadinha nos minutos iniciais, conseguiu parar o ímpeto colorado. Aos 10’, depois de boas chegadas ao ataque, Byanca Brasil recuperou a bola e acionou Rafa Travalão, que chutou entre as pernas da goleira Raíssa e abriu o placar. Grêmio 0x1 Inter.

Com a vantagem no placar, as Coloradas mostraram-se mais tranquilas em campo e passaram a dominar a partida. A defesa rival e a falta de capricho na pontaria alvirrubra evitam uma vantagem maior no placar ainda no primeiro tempo.

A segunda etapa começou com pressão colorada. Logo aos 2’, em um erro de saída de bola adversária, Rafa Travalão aproveitou e quase marcou o segundo gol da partida. Pouco tempo depois, aos 6’, a melhor chance colorada no confronto. Isa Haas encontrou Shashá que invadiu a área, mas parou na defesa gremista. 

Com o passar do jogo, o Grêmio conseguiu equilibrar a partida, mas sem levar perigo à meta alvirrubra. As Gurias Coloradas administraram o placar até o apito final e conquistaram os três pontos. Com a vitória, o Inter chega a 21 pontos e assume a terceira colocação. A próxima partida é contra o Cruzeiro, domingo (27), às 15h, no Sesc Campestre, pela 11ª rodada do Brasileirão. 

GRÊMIO X INTERNACIONAL - BRASILEIRÃO A-1

Grêmio: Raíssa; Isa, Andressa (Yasmim), Ana A., Rebeca; Pri Back, Sinara (Tchula), Jane Tavares e Ju Oliveira (Gisseli); Marta (Eudimilla) e Karina.

Internacional: Yasmim; Leidi, Bruna Benites, Sorriso e Belinha; Djeni, Juliana e Rafa Travalão (Júlia); Fabi Simões, Byanca Brasil (Jheniffer) e Shashá (Layssa).

 

Por: Ingrid Fochezatto 

 

*Esclarecemos que os textos trazidos nesta coluna não refletem, necessariamente, a opinião do Portal Mulheres em Campo