COM O ESPÍRITO DE APOQUINDO

 

Athletico Paranaense enfrenta o time do Colo-Colo nesta quarta-feira (11), pela segunda rodada da fase de grupos da Liberta e espera contar com o “espírito de Apoquindo”

 

(Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo) 

 

O confronto inédito com o Colo-Colo (os times nunca haviam se enfrentado antes), acontece nesta quarta-feira (11), às 19h15, no Estádio Monumental de Santiago, no Chile. A partida será televisionada pela Fox Sports.

Ao saber que o time jogará em solo chileno, não tem como o aficionado torcedor rubro-negro não revisitar as memórias daquele jogo que ficou conhecido como “O Milagre de Apoquindo”, em 2017. Naquele ano, o Furacão conseguiu uma virada dramática, por 3 a 2, em cima da Universidad Católica, obtendo a vaga para as oitavas de final da Liberta. Por isso, neste jogo, o desejo dos atleticanos é que a equipe carregue o mesmo espírito aguerrido que o Athletico teve em Apoquindo naquele dia.

Daquela verdadeira batalha, ainda permanecem no time Jonathan, Lucho González e Nikão. Ainda sem definição sobre uma possível saída, e com mais rumores do que informações efetivas, caso entre em campo, Nikão poderá bater a marca de Weverton, sendo o jogador com maior quantidade de partidas na competição, pelo Athletico. 

 

(Foto: Conmebol/Libertadores) 

 

Em entrevista ao Lance.com, o jogador falou sobre a expectativa do jogo, relembrando o fatídico e histórico jogo no Chile em 2018:

“Foi um jogo épico, histórico. As quatro equipes (do grupo) tinham chances de classificação. Estávamos jogando e recebendo informações sobre o jogo do Flamengo contra o San Lorenzo. O momento mais especial daquele jogo foi a virada. O gol do Carlos ALberto realmente foi um momento de êxtase para toda a equipe. Claro que agora é uma nova história, um novo jogo, contra um novo adversário. Mas, sem dúvida nenhuma, as dificuldades serão as mesmas”.

 

Umas das possíveis dificuldades citadas por Nikão que o Athletico poderá encontrar, é que o Colo-Colo vem de uma derrota em sua estreia na competição, diante do Jorge Wilstermann, por 2 a 0, na Bolívia. Por outro lado, a equipe teve o técnico Mário Salas dispensado do comando do time chileno no final de fevereiro, às vésperas do início da Libertadores, e até o momento não contratou um substituto, facilitando, deste modo, a vida do Furacão, que, mesmo com o desmanche, possui a vantagem de ter um estilo único de jogar desde a base, o chamado “Jogo CAP”.

O Furacão embarcou para Santiago na tarde de segunda (09), com os 24 jogadores que foram convocados, entre eles os piás Pedrinho e Jajá, o queridinho da torcida. Na terça-feira (10), a equipe realiza treino na parte da tarde, no complexo esportivo do Universidad Católica.

 

(Foto: Bruno Baggio/Athletico Oficial)


 

A expectativa é a de que Dorival inicie a partida com a mesma formação postada diante do Peñarol, quando venceu por 1 a 0: Jandrei, Adriano, Bambu, Thiago Heleno, Márcio Azevedo, Wellington, Erick, Cittadini, Nikão, Bissoli e Carlos Eduardo. 

Um possível Colo-Colo tem Cortés, Opazo, Barroso, Insaurralde, Suazo, Carmona, Fuentes, Bolados, Léo Valência, Mouche e Blandi (Fonte: GloboEsporte.com).

 

Pra cima Furacão!

Libertadores, estamos chegando!

 

Por Daiane Luz

 

*Esclarecemos que os textos trazidos nesta coluna não refletem, necessariamente, a opinião do Blog Mulheres em